Educação física e mídia: perspectivas docentes sobre a abordagem dos temas corpo e saúde na escola

Autores

  • Cássia Marques Cândido Universidade do Estado do Rio de Janeiro e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de janeiro
  • Fernanda Leocádio Bitencourt Sombra Centro Universitário de Volta Redonda
  • Alexandre Palma de Oliveira Universidade Federal do Rio de Janeiro https://orcid.org/0000-0002-4679-9191
  • Monique Ribeiro de Assis Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v24.65690

Palavras-chave:

Educação Física. Corpo. Saúde. Mídia.

Resumo

O estudo objetiva identificar perspectivas de professores de Educação Física em relação ao poder que o discurso midiático exerce sobre a formação de opinião do público, considerando os temas “corpo e saúde”; reconhecer suas concepções acerca o papel a ser desempenhado no trato do assunto; identificar espaços dedicados à questão nas aulas da Educação Básica; evidenciar possibilidades e desafios; refletir sobre os achados.  Os dados foram produzidos pela Roda de Conversa. Há reconhecimento sobre o poder da mídia, mas não existe abordagem teleológica que a evolva. São reconhecidas poucas possibilidades e muitos desafios. Discussões norteadas por Boaventura de Sousa Santos iluminam alternativas, ficando explícita a urgência de descolonizar subjetividades ligadas a “corpo e saúde”.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Leocádio Bitencourt Sombra, Centro Universitário de Volta Redonda

Possui graduação em Licenciatura plena em Educação Física pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2004) Especialista em Educação e Reeducação Psicomotora pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (2006) Especialista em Educação Física Escolar pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2010). Professora de Educação Física da Rede Pública Estadual e Municipal do Rio de Janeiro. Área de atuação Educação com ênfase em Educação Física Escolar e Práticas corporais na natureza.

Alexandre Palma de Oliveira, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Gama Filho (1986), mestrado em Educação Física pela Universidade Gama Filho (1995), doutorado em Saúde Pública pela Fundação Oswaldo Cruz (2002) e estágio de pós-doutorado no Instituto de Psiquiatria (IPUB) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005) e no Programa de Pós-graduação em Ciências do Exercício e do Esporte da Universidade Gama Filho (2014). Atualmente, é professor associado da Universidade Federal do Rio de Janeiro, onde leciona na Escola de Educação Física e Desportos. Atua, ainda, como parecerista dos seguintes periódicos: Journal of Sports Sciences, Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Revista Movimento, Ciência & Saúde Coletiva e Arquivos em Movimento (UFRJ). Tem experiência acadêmica no campo da Educação Física nas seguintes áreas: treinamento desportivo, atividade física e promoção da saúde e futebol.

Monique Ribeiro de Assis, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Psicanalista. Possui graduação em Psicologia, graduação em Educação Física, mestrado e doutorado pela Universidade Gama Filho. Atualmente é professora adjunta da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e atua no Programa de Pós-Graduação em Ciências do Esporte e do Exercício da UERJ. Desenvolve suas pesquisas na área do imaginário social, atuando principalmente nos seguintes temas: análise do discurso (imagem e palavra), questões relacionadas à imagem corporal, consumo associado ao aperfeiçoamento do corpo e subjetividades contemporâneas, universo da dança em seu contexto histórico e estético. Membro provisório da Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro (SBPRJ).

Downloads

Publicado

2021-12-17

Como Citar

MARQUES CÂNDIDO, C.; LEOCÁDIO BITENCOURT SOMBRA, F. .; PALMA DE OLIVEIRA, A.; RIBEIRO DE ASSIS, M. . Educação física e mídia: perspectivas docentes sobre a abordagem dos temas corpo e saúde na escola. Pensar a Prática, Goiânia, v. 24, 2021. DOI: 10.5216/rpp.v24.65690. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/65690. Acesso em: 27 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais