Possibilidades e tensões no trabalho com as práticas corporais no cuidado em saúde mental: reflexões construídas em um CAPS II na cidade de Serra/ES

  • Gabriela Linhares Daltio Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura Municipal da Serra/ES
  • Leonardo Trápaga Abib Doutorando no PPGEF/UFES
  • Ivan Marcelo Gomes UFES
Palavras-chave: Educação Física, Saúde Mental, Autonomia, Empoderamento.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar como foram organizadas e constituídas as práticas corporais no cuidado de usuários de um Caps do município da Serra/ES, tendo como base os conceitos de autonomia e empoderamento presentes nas Políticas de Promoção da Saúde e de Saúde Mental. Valemo-nos das pistas do método da cartografia para acompanhar a rotina desse Caps. A partir das análises desse cotidiano, registradas em diários de campo, abordamos uma categoria construída intitulada “Práticas corporais no Caps Mestre Álvaro?”. Com tal categoria interpretamos os encontros que a Educação Física proporcionou aos usuários com a oferta de práticas corporais e sua efetivação no mundo do trabalho e no espaço de tratamento desses indivíduos que aconteceram em meio a tensões e disputas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Linhares Daltio, Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura Municipal da Serra/ES
Mestre em Educação Física pelo PPGEF/UFES
Ivan Marcelo Gomes, UFES

Doutor em Ciências Humanas / UFSC

Mestre em Sociologia / UFPE

Graduado e Especialista em Educação Física / UEM

Professor efetivo do Centro de Educação Física e Desportos da Universidade Federal do Espírito Santo

Publicado
19-06-2020
Como Citar
Daltio, G. L., Abib, L. T., & Gomes, I. M. (2020). Possibilidades e tensões no trabalho com as práticas corporais no cuidado em saúde mental: reflexões construídas em um CAPS II na cidade de Serra/ES. Pensar a Prática, 23. https://doi.org/10.5216/rpp.v23.56692
Seção
Artigos Originais