Direito ao esporte: possibilidades a partir de políticas multicêntricas, regulatórias e redistributivas

  • Felipe Canan Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) Universidade Estadual de maringá (UEM)
  • Jeferson Roberto Rojo Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR) Universidade Estadual de Maringá (UEM)
  • Fernando Augusto Starepravo Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Palavras-chave: Esporte, Políticas públicas, Parceria público-privada, Gênero.

Resumo

Objetivamos analisar exemplos de políticas estatais ou privadas que estabelecem contraprestações sociais a instituições esportivas ou educacionais que possuem apelo junto ao mercado e/ou que recebem recursos públicos. Construímos um ensaio pautado na análise de documentos intencionalmente selecionados que ilustram políticas de repasse de serviços públicos à iniciativa privada, equiparação entre gêneros ou desenvolvimento de modalidades esportivas ou faixas etárias diversas. Discutimos e finalizamos o texto apontando lacunas na legislação/política esportiva brasileira que poderiam ser supridas por políticas de caráter multicêntrico, regulatório e redistributivo semelhantes as dos casos estudados, com potencial de contribuir para garantia do direito ao esporte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Canan, Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) Universidade Estadual de maringá (UEM)
Possui graduação em Licenciatura Plena em Educação Física pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) (2002), especialização em Administração Esportiva pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) (2003), especialização em Fisiologia do Exercício pela Universidade Gama Filho (UGF) (2004), mestrado em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) (2008) e graduação em Direito/Bacharelado pela Universidade Paranaense (UNIPAR) (2015) (OAB/PR 80121). Atualmente é doutorando em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), na área de concentração "Práticas sociais em Educação Física" e linha de pesquisa "Práticas, políticas e produção de conhecimento em Educação Física" do Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física UEM/UEL. É também membro do Comitê Científico do Grupo de Trabalho Temático de Políticas Públicas do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte desde 2017 e coordenador científico e de formação da Secretaria Estadual Paranaense do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte, gestão 2016-2017.
Jeferson Roberto Rojo, Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR) Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Aluno de doutorado pelo PPG Associado em Educação Física UEM/UEL, na área de concentração Práticas Sociais em Educação Física. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal do Paraná, na linha Esporte, Lazer e Sociedade (2017). Graduação em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá (2014). É membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Políticas Públicas do Esporte e Lazer (GEPPOL-UEM). Estudos voltados a área sociocultural do esporte e da Educação Física, envolvendo História, Sociologia e Políticas. Os interesses pessoais se dão as modalidades do Atletismo e das Corridas de Rua. Atualmente desenvolve pesquisa no campo da migração esportiva.
Fernando Augusto Starepravo, Universidade Estadual de Maringá (UEM)
Possui graduação em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná (2003), mestrado (2005) e doutorado em Educação Física (2011) pela mesma Instituição. Seus estudos estão voltados especialmente às políticas públicas de esporte e lazer, atuando principalmente nos seguintes temas: Estado, esporte, sociologia, políticas públicas, esporte universitário e lazer. Atualmente é professor do Departamento de Educação Física da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e do Programa de Pós-graduação Associado em Educação Física UEM-UEL, orientando alunos de mestrado e doutorado. É associado à International Sociology of Sport Association (ISSA), ao Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte (CBCE) e diretor da Asociación Latinoamericana de Estudios Socioculturales del Deporte (ALESDE), além de coordenar o Grupo de Estudos e Pesquisa em Políticas Públicas de Esporte e Lazer (GEPPOL/CNPq).
Publicado
14-11-2019
Como Citar
Canan, F., Rojo, J. R., & Starepravo, F. A. (2019). Direito ao esporte: possibilidades a partir de políticas multicêntricas, regulatórias e redistributivas. Pensar a Prática, 22. https://doi.org/10.5216/rpp.v22.55426
Seção
Ensaios