Variação aguda não-uniforme da espessura muscular ao longo do peitoral maior em resposta ao supino reto em homens treinados

  • Bruno Felipe Mendonça Leitão Universidade Federal do Rio de Janeiro - Escola de Educação Física e Desportos
  • Liliam Fernandes de Oliveira Universidade Federal do Rio de Janeiro - Escola de Educação Física e Desportos COPPE - UFRJ
  • Thiago Torres da Matta Universidade Federal do Rio de Janeiro - Escola de Educação Física e Desportos
Palavras-chave: Supino Reto, Peitoral Maior, Homens Treinados, Ultrassom, Treinamento de Força

Resumo

O objetivo do estudo foi comparar a variação da espessura muscular (EM) ao longo do peitoral maior (PM) após três séries de 8 a 12 repetições máximas de supino reto. A amostra foi composta por 12 homens treinados. O comportamento da EM foi avaliado pré e imediatamente após a realização do exercício através de ultrassonografias, em três sítios do feixe esternal do PM: medial (próximo ao esterno), central e lateral (próximo ao úmero). Como resultado, o sítio medial apresentou variação relativa da EM de 14,78%, o central de 11,83% e o lateral de 10,04%, com diferença significativa apenas entre o sítio medial quando comparado ao lateral (p=0,036). Tal efeito pode estar relacionado a maior ativação do trecho medial do PM durante o supino reto ou pela específica morfologia do PM

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Felipe Mendonça Leitão, Universidade Federal do Rio de Janeiro - Escola de Educação Física e Desportos

Aluno de Educação Física Bacharelado da Universidade Federal do Rio de Janeiro - Escola de Educação Física e Desportos - Departamento de Biomecânica

Liliam Fernandes de Oliveira, Universidade Federal do Rio de Janeiro - Escola de Educação Física e Desportos COPPE - UFRJ
Professora Titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro - Escola de Educação Física e Desportos - Departamento de Biomecânica
Thiago Torres da Matta, Universidade Federal do Rio de Janeiro - Escola de Educação Física e Desportos
Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio de Janeiro - Escola de Educação Física e Desportos - Departamento de Biomecânica
Publicado
17-04-2020
Como Citar
Leitão, B. F. M., Oliveira, L. F. de, & Matta, T. T. da. (2020). Variação aguda não-uniforme da espessura muscular ao longo do peitoral maior em resposta ao supino reto em homens treinados. Pensar a Prática, 23. https://doi.org/10.5216/rpp.v23.54690
Seção
Artigos Originais