Corpos interditados e aulas de educação física: uma revisão de literatura

  • Ivan Vilela Ferreira Bolsista de doutorado Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
  • Ingrid Dittrich Wiggers Professora da Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília.
Palavras-chave: Constrição. Educação Física e Treinamento. Revisão.

Resumo

O objetivo do presente estudo foi investigar, por meio de uma revisão de literatura sistemática, a produção científica da educação física acerca das interdições das práticas corporais dos estudantes. Selecionamos os seguintes periódicos nacionais e internacionais. Delimitamos o período entre 2010 e 2015. Selecionamos 08 artigos, representando 0,22% da produção total. Os estudos apontam que algumas escolas aplicam a suspensão das aulas de educação física como punição aos discentes indisciplinados, configurando assim, a interdição das práticas corporais, pois, majoritariamente, nestas aulas os estudantes possuem mais liberdade para praticá-las.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivan Vilela Ferreira, Bolsista de doutorado Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

Mestre em Educação Física pela Universidade de Brasília

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4632181Z3

Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília.Gleba B - Campus Darcy Ribeiro, Asa Norte. 70910900 - Brasília, DF - Brasil. Telefone: (61) 31072500. Fax: (61) 31072508

Ingrid Dittrich Wiggers, Professora da Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília.

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Cantarina.

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4750036Z0

Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília.Gleba B - Campus Darcy Ribeiro, Asa Norte. 70910900 - Brasília, DF - Brasil. Telefone: (61) 31072500. Fax: (61) 31072508

Publicado
14-11-2019
Como Citar
Ferreira, I., & Wiggers, I. (2019). Corpos interditados e aulas de educação física: uma revisão de literatura. Pensar a Prática, 22. https://doi.org/10.5216/rpp.v22.54275
Seção
Artigos de Revisão