PRÁTICA PEDAGÓGICA EM EDUCAÇÃO FÍSICA PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL EM TEMPO INTEGRAL

  • Solange Izabel Balbino Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Sônia da Cunha Urt Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
Palavras-chave: Educação Física, Professor, Escola

Resumo

Este estudo busca entender o olhar do professor de Educação Física para sua prática pedagógica e o desenvolvimento do trabalho docente em uma escola de tempo integral. O objetivo é compreender o lugar da Educação Física nas escolas de educação integral em tempo integral. A coleta de dados foi realizada por meio da entrevista-narrativa e, em seguida, passamos à uma análise microgenética sob a perspectiva da Teoria Histórico-cultural. Quanto ao tema, compreendemos que a prática do professor está comprometida com a formação integral do aluno e com a qualidade do tempo ampliado na escola. Contudo, entendemos que, ainda, falta aos sistemas de gestão escolar uma concepção ubíqua da educação integral e da ampliação da jornada diária dos alunos.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Solange Izabel Balbino, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Graduada em Educação Física pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2007), Pós Graduação Lato Sensu em Pedagogia Crítica da Educação Física pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e Mestranda em Educação pelo Centro de Ciências Humanas e Sociais da fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Atualmente é funcionáro efetivo da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, atuando na área educacional de cursos de graduação, currículos e programas. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Educação Física escolar, atuando principalmente nos seguintes temas: abordagens pedagógicas, educação física crítica, adolescente, criança, inclusão social e integração e corporeidade.

 http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4260261Y4 
Sônia da Cunha Urt, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

É graduada em Psicologia, Pedagogia e Administração de Empresas. Mestre em Educação (Psicologia da Educação) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1989) e Doutora em Educação com ênfase em Psicologia Educacional pela Universidade Estadual de Campinas (1992). Fez estudos de Pós-Doutoramento pela Unicamp e pela Universidad de Alcalá de Henares - Espanha e Universidade de Lisboa - Portugal. Atualmente é professora Titular dos Programas de Pós Graduação em Educação e em Psicologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Tem experiência na área de Educação, com ênfase na interface Psicologia e Educação, atuando em ensino, extensão e pesquisa principalmente com os seguintes temas: Identidade, Aprendizagem, Constituição do Sujeito em Espaços Educativos/Formação e Adoecimento do Professor. (Personagens/Biografias e Autobiografias). Psicologia e Educação: Contornos e Possibilidades Sob o Enfoque das Políticas Públicas/Aporte da Teoria Histórico-Cultural. Estudos acerca da Violência Escolar: Formas de Enfrentamento no Âmbito da Psicologia e da Educação.

http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4799690T6 

Publicado
27-12-2018
Como Citar
Balbino, S. I., & Urt, S. da C. (2018). PRÁTICA PEDAGÓGICA EM EDUCAÇÃO FÍSICA PARA A EDUCAÇÃO INTEGRAL EM TEMPO INTEGRAL. Pensar a Prática, 21(4). https://doi.org/10.5216/rpp.v21i4.50511
Seção
Artigos Originais