EVIDÊNCIAS DE VALIDADE INTERNA DA ESCALA DE REGULAÇÃO INTERNA NO ESPORTE

  • Evandro Morais Peixoto Pontifícia Universidade Católica de Campinas
  • Anna Catherine Graebin Universidade La Salle
  • Marcos Alencar Abaide Balbinotti Université du Québec à Trois-Rivières
  • Leonardo Pestillo de Oliveira Centro Universitário de Maringá (UniCesumar)
  • Tatiana de Cássia Nakano Centro Universitário Cesumar
  • Ricardo Pedrozo Saldanha Universidade La Salle
Palavras-chave: Motivação. Psicologia do Esporte. Esporte para jovens. Confiabilidade e validade

Resumo

O objetivo dessa pesquisa é estimar evidência de validade com base na estrutura interna e precisão da ERICEE-24, administrada em 261 estudantes do ensino fundamental de escolas públicas de Porto Alegre/RS (57,1% sexo feminino), com idades entre 12 e 15 anos (M= 13,36; DP = 1,10). Análises Fatoriais possibilitaram estimar a estrutura hierárquica do modelo de medida: um indicador global do construto Regulação Interna, refletindo quatro fatores específicos de primeira ordem apresentaram índices de consistência interna que variavam entre 0,82 e 0,84, e 0,91 para a escala total. Tais resultados podem ser entendidos como importante passo na direção da dissociabilidade empírica deste construto. Limitações da pesquisa foram discutidas. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Evandro Morais Peixoto, Pontifícia Universidade Católica de Campinas
Docente do Departamento de Psicologia da Universidade de Pernambuco - UPE. Coordenador do Laboratório de Avaliação Psicológica e Psicometria LAPPsi. Pós-doutorando em Psicologia pela Universidade São Francisco-USF, bolsista PNPD. Doutor em Psicologia como Profissão e Ciência pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2016), com estágio doutoral PDSE desenvolvido na Université du Québec à Trois-Rivières - QC Canadá. Mestre em Psicologia como Profissão e Ciência pela mesma universidade (2012). Graduado em Psicologia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2010). Possui experiência na área de Psicologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Avaliação Psicológica, Psicometria, Psicologia do Esporte. Membro do grupo de pesquisa Avaliação psicológica de potencial humano e do grupo de trabalho Avaliação Psicológica em Psicologia Positiva e Criatividade na Anpepp
Anna Catherine Graebin, Universidade La Salle
Possui graduação em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Luterana do Brasil (2004), especialização em Psicomotricidade pelo UNILASALLE (2006) e em Treinamento Personalizado pela UFRGS (2007). Inscrita no Cref RS sob o número 007501-G/RS. Mestre em Saúde e Desenvolvimento Humano pelo Unilasalle (2015). Tem experiência na área de Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: atividade física e saúde, atividade física e saúde na infância e adolescência, psicomotricidade, treinamento personalizado, e avaliação física antropométrica, Pilates. Tem experiência em Pilates Completo.
Marcos Alencar Abaide Balbinotti, Université du Québec à Trois-Rivières
Possui graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1988), mestrado em Psicologia Social e da Personalidade pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1994) e doutorado em Psicologia pela Université de Montréal (2000). Possui dois pós-doutorados, o primeiro realizado no Laboratoire de Variables Affectives (LaVA) pela Université de Montréal (2001), em Montreal (Canadá), dirigido pelo prof. Dr. Bernard Tétreau, e o segundo realizado no Collectif de Recherche en Counseling et Développement de Carrière (CRCDC) pela Université de Sherbrooke (2006-2008), em Sherbrooke (Canadá), dirigido pela profa. Dra. Marcelle Gingras. É Professor Titular da Université du Québec à Trois-Rivières. Tem experiência nas áreas da Psicologia do Esporte, da Psicologia da Orientação, da Psicometria e Estatística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: Motivação para a prática regular de atividades físicas e esportivas e outros fatores afetivos de atletas, Inveja no Esporte, Alexitimia, interesses profissionais, maturidade e motivação referente à carreira e análises descritivas e multivariadas. Participa de vários Eventos Científicos de caráter nacional e internacional. É autor de capítulos de livros e de diversos artigos científicos publicados em revistas especializadas. É Psicólogo e membro da Ordre des conseillers et des conseillères dorientation et des psychoéducateurs et psychoéducatrices du Québec (OCCOPPQ). É diretor-fundador do Service dIntervention et de Recherche en Orientation et Psychologie (SIROP), em Montreal, no Canadá.
Leonardo Pestillo de Oliveira, Centro Universitário de Maringá (UniCesumar)
Doutor em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, com período sanduíche na Université du Québec à Trois-Rivières-Canadá. Psicólogo pela Universidade Estadual de Maringá, Mestre em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Psicologia do Esporte e Promoção da Saúde. Faz Pós-Doutorado junto à Duke University-EUA. Atualmente é professor do Mestrado em Promoção da Saúde e dos cursos de graduação em Psicologia e Educação Física do Centro Universitário de Maringá (UniCesumar). Líder do Grupo de Pesquisa/CNPQ Psicologia, Esporte e Saúde - PES. Membro do Comitê de Ética em Pesquisa da UniCesumar. Pesquisador Bolsista - Modalidade Produtividade em Pesquisa para Doutor - PPD - do Instituto Cesumar de Ciência, Tecnologia e Inovação (ICETI).
Tatiana de Cássia Nakano, Centro Universitário Cesumar
Docente do curso de pós-graduação stricto sensu em Psicologia da PUC-Campinas, pesquisadora da linha de Instrumentos e processos em avaliação psicológica. Pós Doutorado na Universidade São Francisco (2009) e Doutorado em Psicologia como Profissão e Ciência (2006) pela PUC-Campinas, durante os quais a pesquisadora desenvolveu teste psicológico para avaliação da criatividade figural de crianças (publicado sob o título "Teste de Criatividade Figural Infantil"). Atua principalmente na área de Avaliação Psicológica, Criatividade, Altas Habilidades /Superdotação, Inteligência, Habilidades Socioemocionais e Psicologia Positiva. Presidente da Associação Brasileira de Criatividade e Inovação (2014-2017) e membro do grupo de trabalho Psicologia Positiva e Criatividade na Anpepp. Já formou 3 doutores, 14 mestres, orientou 28 projetos de iniciação cientifica e 11 trabalhos de conclusão de curso de graduação.
Ricardo Pedrozo Saldanha, Universidade La Salle
Atualmente é professor e Coordenador Adjunto do Mestrado em Saúde e Desenvolvimento Humano da Universidade La Salle (Canoas/RS) e membro do Comitê Brasileiro Pierre de Coubertin. Integrante do Grupo de Pesquisa em Estudos Olímpicos (GPEO/PUCRS), do grupo de pesquisa interdisciplinar em comportamento obeso (GEPICO) e do Grupo de Pesquisa em Medidas de Saúde e Desenvolvimento Humano da Universidade La Salle (Canoas/RS). Também professor da UNICNEC (Centro Universitário Cenecista de Osório). Graduado em Educação Física pelo Instituto Porto Alegre (IPA). Especialização em Musculação e Treinamento de Força (UGF/RJ). Possui Mestrado e Doutorado em Ciências do Movimento Humano/UFRGS. Possui, também, acreditação Internacional como Antropometrista -Nível I- concedida pela International Society for the Advancement of Kinanthropometry (ISAK). Tem experiência na área de Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: pedagogia do esporte, validação de instrumentos (psicometria), avaliação em educação física, estudos em saúde e desenvolvimento humano
Publicado
27-12-2018
Como Citar
Peixoto, E. M., Graebin, A. C., Balbinotti, M. A. A., Oliveira, L. P. de, Nakano, T. de C., & Saldanha, R. P. (2018). EVIDÊNCIAS DE VALIDADE INTERNA DA ESCALA DE REGULAÇÃO INTERNA NO ESPORTE. Pensar a Prática, 21(4). https://doi.org/10.5216/rpp.v21i4.49786
Seção
Artigos Originais