O CONCEITO DE SAÚDE E DE HÁBITOS SAUDÁVEIS NA ESCOLA

  • Jordana Sousa Silva IFG - Campus Ceres
  • Weslene Freitas Mendonça IFG - Campus Ceres
  • Letícia Lemos Ayres da Gama Bastos Doutoranda do Programa Associado de Pós-Graduação UPE/UFPB
  • Sabrina Toffoli Leite Curso de Educação Física Unidade Acadêmica Especial Ciências da Saúde Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí
Palavras-chave: Saúde, Hábitos Saudáveis, Adolescência

Resumo

O presente estudo teve como objetivo investigar o nível de entendimento de escolares do 1ª ano do Ensino Médio do Instituto Federal Goiano Campus Ceres, com idades entre 14 à 19 anos acerca do conceito de saúde e de hábitos saudáveis. Participaram desta pesquisa 215 escolares, avaliados por um questionário subjetivo que foi elaborado composto por 16 perguntas. Dentre os 215 adolescentes avaliados, 53% avaliam sua saúde como boa e revelaram não possuir nenhum tipo de doença. Para 69% dos alunos, saúde significa estar bem, enquanto para 31% é estar bem física e mentalmente. Com relação ao que reflete negativamente na saúde, 41% dos escolares citaram a má alimentação e a falta de exercícios físicos. Em contrapartida, o que reflete na melhora da saúde, 26% dos escolares ressaltaram ter uma boa alimentação e praticar exercícios físicos. A prática regular de exercícios físicos em prol da saúde foi referido por 26% dos participantes. Além disso, 28% responderam que praticar esportes contribui para a melhorada saúde e 17% associam a boa alimentação com a prática de exercícios para a melhora da saúde. Ainda, 30% responderam não se alimentar corretamente e não praticar nenhum tipo de exercício físico. Quanto aos seus familiares, 33% disseram que estes cuidam da saúde de forma adequada. Conclui-se que, em geral, os adolescentes avaliados entendem o conceito de saúde e o que o mesmo representa, afirmando o bem-estar físico e mental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jordana Sousa Silva, IFG - Campus Ceres
Mestranda UNR - Universidade Federal de Rosário - Argentina
Weslene Freitas Mendonça, IFG - Campus Ceres
Mestranda da Universidade Estadual de Goiás (UEG), Anápolis-GO
Letícia Lemos Ayres da Gama Bastos, Doutoranda do Programa Associado de Pós-Graduação UPE/UFPB
Doutoranda do Programa Associado de Pós-Graduação UPE/UFPB
Sabrina Toffoli Leite, Curso de Educação Física Unidade Acadêmica Especial Ciências da Saúde Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí
Graduação (bacharelado e licenciatura) em Educaçaõ Física pela UNICAMP, Mestrado e Doutorado em Ciência do Desporto, também pela UNICAMP. Atualmente é Professora Adjunta dos cursos de bacharelado e licenciatura em Educação Física, da Unidade Acadêmica Especial em Ciências da Saúde, da Universidade Federal de Goiás - Regional Jataí, nas disciplinas de Estágio Supervisionado e Educação Física Adaptada. Atua também como docente no curso à distância de Especialização em Educação Física Escolar, na disciplina de Metod. de ensino em educação física adaptada, oferecido pela UFG - Regional Catalão.
Publicado
22-12-2017
Como Citar
Silva, J. S., Mendonça, W. F., Ayres da Gama Bastos, L. L., & Leite, S. T. (2017). O CONCEITO DE SAÚDE E DE HÁBITOS SAUDÁVEIS NA ESCOLA. Pensar a Prática, 20(4). https://doi.org/10.5216/rpp.v20i4.43918
Seção
Artigos Originais