CONFLITOS E TENSÕES NAS DIRETRIZES CURRICULARES DE EDUCAÇÃO FISICA: O CAMPO PROFISSIONAL COMO UM ESPAÇO DE LUTAS E DISPUTAS

Autores

  • Samuel de Souza Neto Departamento de Educação, do Instituto de Biociências, da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Rio Claro/SP
  • Luiz Gustavo Bonatto Rufino Faculdade de Americana, FAM.
  • Heitor de Andrade Rodrigues Faculdade de Educação Física e Dança, Universidade Federal de Goiás (UFG/ Goiânia).
  • Rubiane Giovane Fonseca Faculdade de Ensino Superior Dom Bosco

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v19i4.42263

Palavras-chave:

Educação Física, Currículo, Prática Profissional, Organizações de Normalização Profissional

Resumo

Este trabalho teve como objetivos identificar e analisar nas políticas públicas e nas manifestações sobre as DCNs/EF as tensões e os conflitos presentes na Profissionalização da Educação Física, tendo como foco o professor. Optou-se pelo estudo decritivo-interpretativo e na técnica da videogravação proveniente da rede online do canal You Tube a fonte de dados com a seleção de 9 informantes. Os dados foram analisados na perspectiva de quatro grupos com os seguintes resultados: reformadores - ênfase no ato educativo, na formação em curso único e na desregulamentação do trabalho; defensores – apontam para a pertinência do bacharelado e da licenciatura e do mercado livre; debatedores – no diagnóstico de se ir além da disputa entre licenciatura e bacharelado; mediador – é preciso respeitar a trajetória da EF. Concluiu-se que perpasssa a discussão das diretrizes a proposição de campo profissional, trazendo a tona o embate de diferentes grupos, mas também de interesses corporativos, assim como de processos de profissionalização em disputa. Neste processo, a questão do livre mercado de trabalho une antagonistas históricos, ignorando-se, muitas vezes, que a formação de professores tem uma especificidade própria.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Samuel de Souza Neto, Departamento de Educação, do Instituto de Biociências, da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Rio Claro/SP

Coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Motricidade. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1D - CA ED - Educação. Professor Livre Docente do Departamento de Educação, da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" UNESP (Campus Rio Claro).

Luiz Gustavo Bonatto Rufino, Faculdade de Americana, FAM.

Mestre em Desenvolvimento Humano e Tecnologias. Doutorando em Ciências da Motricidade na UNESP Rio Claro

Heitor de Andrade Rodrigues, Faculdade de Educação Física e Dança, Universidade Federal de Goiás (UFG/ Goiânia).

Doutor em Educação Física (UNICAMP), Professor Adjunto da Faculdade de Educação Física e Dança (UFG/Goiânia).

Rubiane Giovane Fonseca, Faculdade de Ensino Superior Dom Bosco

Mestre em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá. Doutoranda em Ciências da Motricidade-UNESP/Rio Claro

Downloads

Publicado

28-12-2016

Como Citar

de Souza Neto, S., Bonatto Rufino, L. G., Rodrigues, H. de A., & Fonseca, R. G. (2016). CONFLITOS E TENSÕES NAS DIRETRIZES CURRICULARES DE EDUCAÇÃO FISICA: O CAMPO PROFISSIONAL COMO UM ESPAÇO DE LUTAS E DISPUTAS. Pensar a Prática, 19(4). https://doi.org/10.5216/rpp.v19i4.42263

Edição

Seção

Dossiê Diretrizes Curriculares