QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: CONTEXTO DE ATUAÇÃO PROFISSIONAL E CARREIRA DOCENTE

  • Rosane Ferreira Veiga Universidade Federal de Pelotas (UFPel)
  • Mariângela da Rosa Afonso Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)
  • Gelcemar Oliveira Farias Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
  • Edilene Cunha Sinott Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)
  • José Antonio Bicca Ribeiro Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)
Palavras-chave: Qualidade de vida, Docentes, Satisfação no Emprego

Resumo

O estudo objetivou verificar a satisfação dos professores de Educação Física quanto a sua qualidade de vida no trabalho. Os participantes do estudo foram 94 professores, vinculados à Secretaria Municipal de Educação e Desporto da cidade de Pelotas/RS. Os instrumentos utilizados foram: a Escala de Avaliação da Qualidade de Vida no Trabalho (QVT-PEF), e um questionário sócio demográfico. Os dados foram analisados no STATA 12.0, através dos testes do Qui-Quadrado e Exato de Fisher, com nível de significância de 5%. Encontrou-se índices elevados de satisfação nas dimensões: oportunidade imediata para uso e desenvolvimento das capacidades humanas e oportunidade futura de crescimento e segurança, além de índices elevados de insatisfação com relação à remuneração e a compensação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosane Ferreira Veiga, Universidade Federal de Pelotas (UFPel)
Mestre em Educação Física. Professora da rede Municipal do Ensino da Rede Municipal de Pelotas/RS. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1815415626968688.
Mariângela da Rosa Afonso, Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)
Doutora em Educação. Professora Titular dos Programas de Graduação e Pós-Graduação em Educação Física da Escola Superior de Educação Física da Universidade Federal de Pelotas (ESEF/UFPel), Pelotas-RS. Currículo Lattes:http://lattes.cnpq.br/5202830028335096
Gelcemar Oliveira Farias, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC)
Doutora na área de Teoria e Prática Pedagógica em Educação Física, pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professora Permanente do Programa de Pós-graduação em Educação Física do Centro de Desportos da UFSC, na área de concentração "Teoria e Prática Pedagógica em Educação Física". É professora Adjunta da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2157963864937275.
Edilene Cunha Sinott, Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)
Mestre em Educação Física. Professora da Rede Municipal de Ensino de Pelotas/RS. Professora da Rede Estadual de Ensino de Pelotas/RS. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/0858801844024721
José Antonio Bicca Ribeiro, Universidade Federal de Pelotas (UFPEL)

Mestre em Educação Física pela Universidade Federal de Pelotas (ESEF/UFPel). Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Pelotas (PPGE), Pelotas/RS. Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4219629286524921

Publicado
30-06-2017
Como Citar
Ferreira Veiga, R., da Rosa Afonso, M., Oliveira Farias, G., Cunha Sinott, E., & Antonio Bicca Ribeiro, J. (2017). QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO: CONTEXTO DE ATUAÇÃO PROFISSIONAL E CARREIRA DOCENTE. Pensar a Prática, 20(2). https://doi.org/10.5216/rpp.v20i2.36798
Seção
Artigos Originais