ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM EDUCAÇÃO FÍSICA: UMA ANÁLISE DA LEGISLAÇÃO A PARTIR DA RESOLUÇÃO CFE 03/1987

Autores

  • Arestides Pereira da Silva Júnior Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Patric Paludett Flores Universidade Estadual de Maringá
  • Camila Rinaldi Bisconsini Universidade Estadual de Maringá
  • Ana Luíza Barbosa Anversa Universidade Estadual de Maringá
  • Amauri Aparecido Bássoli de Oliveira Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v19i1.34854

Palavras-chave:

Legislação, Estágio Curricular Supervisionado, Educação Física, Licenciatura.

Resumo

O Estágio Curricular Supervisionado (ECS) na formação de professores de Educação Física (EF), ao longo das últimas três décadas, vem passando por transformações no sentido de fortalecer esta etapa da formação inicial, aproximando o acadêmico de seu futuro campo profissional e do cotidiano docente. Dessa forma, o objetivo da pesquisa foi, por meio de uma análise documental, apresentar e discutir as principais leis que sustentam e subsidiam o ECS na formação de professores de EF no Brasil, a partir da Resolução CFE 03/1987. No campo burocrático e documental, constataram-se avanços importantes que favoreceram a organização e estruturação do ECS como um momento fundamental no processo de ensino e aprendizagem na formação dos futuros professores de EF.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arestides Pereira da Silva Júnior, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Possui graduação em Educação Física (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (2003), Especialização em Atividade Física direcionado à Promoção da Saúde pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (2004) e mestrado em Educação Física pela Universidade Sao Judas Tadeu (2007). Atualmente é Doutorando em Educação Física pelo Programa de Pós-graduação Associado UEM/UEL e professor efetivo da Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE, 40 horas com dedicação exclusiva. Representante da UNIOESTE no Comitê Consultivo da Rede SETI Esportes. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Educação Física Escolar, Políticas Públicas, Formação Profissional, Promoção da Saúde e Esportes Coletivos e Individuais. Atualmente dedica seus estudos e pesquisas à Educação Física Escolar e Formação Profissional.

Patric Paludett Flores, Universidade Estadual de Maringá

Licenciado em Educação Física pelo Centro de Educação Física e Desportos da Universidade Federal de Santa Maria (CEFD/UFSM). Especialista em Educação Física Escolar (CEFD/UFSM). Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE/UFSM). Professor de Educação Física da Rede Municipal de Florianópolis (2013-2014). Atualmente é acadêmico do curso de Doutorado do Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física da Universidade Estadual de Maringá e Universidade Estadual de Londrina (PEF/UEM-UEL). Tem experiência na linha de Educação Física Escolar: Formação, Saberes e Desenvolvimento Profissional; Estágio Curricular Supervisionado; Prática Pedagógica; e Inclusão Escolar.

Camila Rinaldi Bisconsini, Universidade Estadual de Maringá

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física UEM/UEL, na área de concentração Práticas Sociais em Educação Física e na linha de pesquisa Práticas, políticas e produção de conhecimento em educação física. Possui graduação em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá (2010). Concluiu mestrado em Educação Física pelo Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física UEM/UEL, na área de concentração Práticas Sociais em Educação Física e na linha de pesquisa Trabalho e Formação em Educação Física (2013). Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Licenciatura em Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: educação física escolar; estágio curricular supervisionado; e formação profissional em educação física.

Ana Luíza Barbosa Anversa, Universidade Estadual de Maringá

Doutoranda em Educação Física pelo Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física UEM / UEL na área Práticas Sociais em Educação Física na linha de concentração Práticas, políticas e produção de conhecimento em educação física. Mestre em Educação Física pelo Programa de Pós-Graduação Associado em Educação Física UEM / UEL (2011), Especialista em Prescrição Personalizada de Exercícios Físicos- Personal Training pela Universidade Estadual de Maringá - UEM (2010), Especialista em Educação a Distância e Tecnologias Educacionais pelo Centro Universitário Cesumar (2014) e graduação em Educação Física pela UEM (2007). Realizou curso de intercâmbio em International Youth Leader Education na Acadêmia de Educação Física de Ollerup - Dinamarca (International Academy - INTAC). Tem experiência na área de Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: princípios pedagógicos, estágio supervisionado, formação e intervenção em educação física, manifestações culturais, ginástica e esporte educacional.

Amauri Aparecido Bássoli de Oliveira, Universidade Estadual de Maringá

Graduado em Educação Física pela Universidade do Norte do Paraná (1979), mestrado em Ciência do Movimento Humano pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM - 1988) e doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP - 1999). Atualmente é professor Associado nível C da Universidade Estadual de Maringá. Integrante do Programa de Pós-Graduação Associado UEM - UEL em Educação Física, com orientações em nível de mestrado e doutorado. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Métodos e Técnicas de Ensino e Metodologia da Pesquisa, atuando principalmente nos seguintes temas: formação profissional, currículo, atividade física e saúde, educação física escolar, atividade física e obesidade. Consultor Ad hoc do MEC / SESu / INEP para comissões de avaliação institucional e de autorização e reconhecimento de cursos em educação física. Atuação como Consultor do Ministério do Esporte na Secretaria Nacional de Esporte Lazer e Inclusão Social (SNELIS) como Coordenador Pedagógico no Programa Segundo Tempo.

Downloads

Publicado

31-03-2016

Como Citar

Silva Júnior, A. P. da, Flores, P. P., Bisconsini, C. R., Barbosa Anversa, A. L., & Bássoli de Oliveira, A. A. (2016). ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM EDUCAÇÃO FÍSICA: UMA ANÁLISE DA LEGISLAÇÃO A PARTIR DA RESOLUÇÃO CFE 03/1987. Pensar a Prática, 19(1). https://doi.org/10.5216/rpp.v19i1.34854

Edição

Seção

Artigos Originais