NÍVEL DE ANTECIPAÇÃO EM JOGADORES DE TÊNIS NOVATOS E INEXPERIENTES PELO PARADIGMA DE OCLUSÃO TEMPORAL

  • Patrick Zawadzki Universidade do Oeste de Santa Catarina, Campus Chapecó.
  • Ilezam Keila Sabbi Universidade do Oeste de Santa Catarina, Campus Chapecó.
  • Eduardo Capeletto Universidade do Oeste de Santa Catarina, Campus Chapecó.
Palavras-chave: Antecipação Psicológica, Percepção Visual, Atenção, Tênis.

Resumo

A necessidade de antecipar o saque do tênis para poder realizar uma resposta efetiva motivou a realização deste estudo. Com o objetivo de determinar o nível de antecipação, foi aplicado um teste de laboratório sob o paradigma de oclusão temporal. O resultado principal demostrou, nas primeiras fases do teste, os jogadores inexperientes mais efetivos que novatos. A possibilidade de que isto ocorra em função da experiência esportiva e da inibição psicológica promovidos pelas associações extras realizadas pelos novatos é discutida. Conclui-se que é necessário incluir o tema da antecipação nos planos de treinamento para que futuros atletas tenham meios de elaborar respostas ajustadas ao êxito esportivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrick Zawadzki, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Campus Chapecó.

Mestre em Psicologia do Esporte, pela Universidade Autônoma de Barcelona. Mestre em Atividade Física e Esporte, pelo Instituto Nacional de Educação Física da Catalunya e Universidade de Barcelona. Professor dos Cursos de Educação Física e Psicologia da Universidade do Oeste de Santa Catarina.

CV: http://lattes.cnpq.br/6318407586447645

Ilezam Keila Sabbi, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Campus Chapecó.

Graduanda em Educação Física, pela Universidade do Oeste de Santa Catarina.

CV: http://lattes.cnpq.br/5194800800398207

Eduardo Capeletto, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Campus Chapecó.
Licenciado em Educação Física, pela Universidade do Oeste de Santa Catarina.
Publicado
30-06-2016
Como Citar
Zawadzki, P., Sabbi, I. K., & Capeletto, E. (2016). NÍVEL DE ANTECIPAÇÃO EM JOGADORES DE TÊNIS NOVATOS E INEXPERIENTES PELO PARADIGMA DE OCLUSÃO TEMPORAL. Pensar a Prática, 19(2). https://doi.org/10.5216/rpp.v19i2.34502
Seção
Artigos Originais