MANIFESTAÇÕES AFROBRASILEIRAS E EDUCAÇÃO EMANCIPATÓRIA PARA O LAZER

Autores

  • Silvana dos Santos Universidade Estadual de Maringá
  • Giuliano Gomes de Assis Pimentel Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v18i1.31228

Palavras-chave:

lazer, manifestações afrobrasileiras, emancipação.

Resumo

Embora o Brasil seja um país multicultural, há carência de manifestações afrobrasileiras no âmbito da intervenção no lazer. Frente a esta lacuna, o objetivo dessa discussão consiste em compreender como os conteúdos da cultura afrobrasileira são oportunizados por meio da educação para e pelo lazer. Os achados, encontrados na literatura, voltados aos modos de fazer são: vadiagem, axé, oralidade, religiosidade. Em relação aos conteúdos são destacadas as danças, a capoeira, e a arte. Por fim, enfatizamos a possibilidade emancipatória de educação para e pelo lazer consorte aos conteúdos e modos de fazer pautados nestas manifestações.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvana dos Santos, Universidade Estadual de Maringá

Mestre em Educação Física pela Universidade Estadual de Maringá.

 

Giuliano Gomes de Assis Pimentel, Universidade Estadual de Maringá

Doutor em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas

Downloads

Publicado

2015-03-31

Como Citar

SANTOS, S. dos; PIMENTEL, G. G. de A. MANIFESTAÇÕES AFROBRASILEIRAS E EDUCAÇÃO EMANCIPATÓRIA PARA O LAZER. Pensar a Prática, Goiânia, v. 18, n. 1, 2015. DOI: 10.5216/rpp.v18i1.31228. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/31228. Acesso em: 28 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos de Revisão