DANÇA É POLÍTICA PARA A CULTURA CORPORAL

Autores

  • Marina Souza Lobo Guzzo UNIFESP- Campus Baixada Santista Departamento de Ciências da Saúde Curso de Educação Física Laboratório Corpo e Arte
  • Conrado Augusto Gandara Federici UNIFESP- Campus Baixada Santista Departamento de Ciências do Movimento, Curso de Educação Física Laboratório Corpo e Arte
  • Odilon José Roble Faculdade de Educação Física - UNICAMP
  • Vinicius Demarchi Silva Terra UNIFESP- Campus Baixada Santista Departamento de Ciências do Movimento, Curso de Educação Física Laboratório Corpo e Arte

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v18i1.27899

Palavras-chave:

dança, política, cultura corporal.

Resumo

Este ensaio pretende situar o leitor no contexto da dança como produção artística, como política do corpo, traçando uma narrativa histórica sobre o percurso da sua prática como espetáculo, desde o início de sua criação no quattrocento italiano para a noção atual de dança politizada feita a partir de um corpo híbrido que se apresenta hoje na sociedade contemporânea, com efeitos e influências dos adventos tecnológicos de comunicação. O texto foi pensado como uma introdução para profissionais e estudantes de Educação Física, que têm pouco contato com a cena da dança contemporânea, gerando um descompasso entre profissionais que atuam numa área de importância para o fortalecimento do que chamamos de cultura corporal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marina Souza Lobo Guzzo, UNIFESP- Campus Baixada Santista Departamento de Ciências da Saúde Curso de Educação Física Laboratório Corpo e Arte

  • Graduação: Educação Física - Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
  • Mestrado: Psicologia Social - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP
  • Doutorado: Psicologia Social - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP
  • Linha de Pesquisa: Corpo, arte, cultura. Estudos da dança, do circo e do movimento expressivo na produção de subjetividades e de mundos
  • E-mail: marina.guzzo@unifesp.br
  • Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5559657064845007

Conrado Augusto Gandara Federici, UNIFESP- Campus Baixada Santista Departamento de Ciências do Movimento, Curso de Educação Física Laboratório Corpo e Arte

  • Graduação: Educação Física - Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
  • Mestrado: Educação - Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
  • Doutorado: Educação - Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
  • Linha de Pesquisa: Artes do Corpo e Expressão
  • E-mail: conrado.federici@unifesp.br
  • Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3681092599687250

Odilon José Roble, Faculdade de Educação Física - UNICAMP

Possui graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, graduação em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas, mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (Educação, Conhecimento, Linguagem e Arte) e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (Metodologia de Ensino, Avaliação e Formação de Professores). É professor do Departamento de Educação Física e Humanidades da Faculdade de Educação Física da UNICAMP e do Programa de Pós Graduação em Artes da Cena do Instituto de Artes da Unicamp. Desenvolve pesquisas sobre Filosofia e Estética do movimento e Dança.

Vinicius Demarchi Silva Terra, UNIFESP- Campus Baixada Santista Departamento de Ciências do Movimento, Curso de Educação Física Laboratório Corpo e Arte

  • Graduação: Educação Física - Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
  • Mestrado: Educação - Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
  • Doutorado: Educação - Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
  • Linha de Pesquisa: Corpo, imagem e ciência - estudos interdisciplinares sobre a produção cultural das imagens do corpo e da gestualidade nas esferas da arte e da ciência
  • E-mail: vterra@unifesp.br
  • Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9363038565270698

Downloads

Publicado

2015-03-31

Como Citar

GUZZO, M. S. L.; FEDERICI, C. A. G.; ROBLE, O. J.; TERRA, V. D. . S. DANÇA É POLÍTICA PARA A CULTURA CORPORAL. Pensar a Prática, Goiânia, v. 18, n. 1, 2015. DOI: 10.5216/rpp.v18i1.27899. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/27899. Acesso em: 28 maio. 2022.

Edição

Seção

Ensaios