A PRÁTICA PEDAGÓGICA DOS MESTRES DE CARATÊ DA GRANDE VITÓRIA - ES

Autores

  • Yúri Márcio Lopes Universidade Federal do Espírito Santo
  • Otávio Guimarães Tavares Universidade Federral do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.5216/rpp.v11i1.1792

Palavras-chave:

Caratê, Pedagogia do esporte, Prática pedagógica

Resumo

Este estudo se propõe investigar o tipo de prática de ensino dos ‘mestres’ de caratê nas academias da Grande Vitória (ES). A metodologia adotada consistiu da coleta de dados por meio da observação e da aplicação de entrevistas estruturadas. Os dados coletados evidenciaram que os conteúdos são tratados de maneira dogmática; a metodologia é baseada na explicação oral e demonstrações do professor; a relação professor-aluno favoreceu as decisões unilaterais do professor; na avaliação verifica-se a exatidão das técnicas ensinadas. Em síntese, pode-se concluir que a presença dos valores da tradição e do esporte nas aulas de caratê são fatores impeditivos para adoção de práticas pedagógicas mais críticas e significativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Yúri Márcio Lopes, Universidade Federal do Espírito Santo

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Educação Física do CEFD/UFES, na Linha de Pesquisa, História Cultural da Educação Física e dos Esportes.

Otávio Guimarães Tavares, Universidade Federral do Espírito Santo

Professor do Programa de Pós-graduação “Stricto Sensu” em Educação Física - UFES.

Downloads

Publicado

2008-03-20

Como Citar

LOPES, Y. M.; TAVARES, O. G. A PRÁTICA PEDAGÓGICA DOS MESTRES DE CARATÊ DA GRANDE VITÓRIA - ES. Pensar a Prática, Goiânia, v. 11, n. 1, p. 91–97, 2008. DOI: 10.5216/rpp.v11i1.1792. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/1792. Acesso em: 28 maio. 2022.

Edição

Seção

Seção Livre