REFLEXÕES DE PASSAGEM SOBRE O LAZER: NOTAS SOBRE A PEDAGOGIA DA INDÚSTRIA CULTURAL

  • Alexandre Fernandez Vaz

Resumo

O presente texto trata de alguns elementos da relação entre indústria cultural e lazer, compreendendo o segundo como parte indissociável da primeira. Para isso, o artigo retoma, em sua primeira parte, um pouco da origem do conceito, tal como foi desenvolvido por Theodor Adorno e Max Horkheimer. Logo depois, são citados alguns exemplos nos quais se materializam os esquemas da indústria cultural – a transmissão da Copa de 2002, a arena política contemporânea, um filme documentário, a indústria do culto ao corpo – para tentar verificar como esses esquemas formam uma constelação macabra que naturaliza os processos de domi-nação pelo entretenimento contemporâneo. Ao final, o texto realiza uma pequena incursão no tema do riso, expressão de uma dialética da civilização, do descontrole pulsional mediado racionalmente, mas também marca da esperança de uma natureza não conformada. PALAVRAS-CHAVE: lazer – indústria cultural – Escola de Frankfurt – tempo livre – corpo – Theodor W. Adorno

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
15-11-2006
Como Citar
Fernandez Vaz, A. (2006). REFLEXÕES DE PASSAGEM SOBRE O LAZER: NOTAS SOBRE A PEDAGOGIA DA INDÚSTRIA CULTURAL. Pensar a Prática, 9(1), 13-26. https://doi.org/10.5216/rpp.v9i1.122
Seção
Artigos Originais