MULHER E ESPORTE NO BRASIL: ENTRE INCENTIVOS E INTERDIÇÕES ELAS FAZEM HISTÓRIA

Silvana Vilodre Goellner

Resumo


Este texto objetiva evidenciar que a participação das mulheres no esporte brasileiro, ainda que tenha aumentado significativamente nas últimas décadas, merece ser analisada com cautela. Isso significa afirmar que não são iguais as condições de acesso e participação das mulheres, se comparado aos homens, no campo das práticas corporais e esportivas, seja no esporte de rendimento, no lazer, na educação física escolar, na visibilidade conferida pela mídia, nos valores de alguns prêmios atribuídos aos vencedores e vencedoras de competições esportivas, entre outras. Ou seja, ao longo da história do esporte nacional foram e são distintos os incentivos, os apoios, as visibilidades, as oportunidades, as relações de poder, conferidos a mulheres e homens, seja no âmbito da participação, seja na gestão e administração. PALAVRAS-CHAVE: mulher e esporte – práticas corporais e esportivas – participação em atividades físicas – educação física escolar.

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.5216/rpp.v8i1.106

A Revista Pensar a Prática é indexada por:
 
Sport Information Resource Centre