Análise: O pagamento por desempenho pode melhorar a qualidade da atenção primária de saúde?

  • Martin Roland Universidade de Cambridge
  • Frede Olesen Universidade de Aarhus
Palavras-chave: pagamento por desempenho, políticas públicas, sistemas de saúde

Resumo

Para muitas condições e em muitos países, os cuidados médicos ficam aquém do que deveria ser fornecido. Apesar dos cuidados de alta qualidade de saúde dependerem crucialmente do profissionalismo dos médicos, isso não tem se mostrado suficiente para assegurar um atendimento universal de alta qualidade e,
em consequência, os financiadores (pagadores) buscaram nos incentivos financeiros uma forma para melhorar ainda mais a qualidade. Em 2004, o Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido introduziu o maior esquema de pagamento por desempenho que relaciona a assistência médica aos cuidados primários no mundo, o Quality and Outcomes Framework (QOF)2. Nesse bojo, os médicos da atenção primária recebiam até 25% a mais se alcançassem um conjunto complexo de indicadores clínicos e organizacionais (Roland, 2004). O esquema era nacional, sem dar oportunidades a variações locais para lidar com necessidades particulares da saúde local.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
17-12-2018
Como Citar
Roland, M., & Olesen, F. (2018). Análise: O pagamento por desempenho pode melhorar a qualidade da atenção primária de saúde?. Sociedade E Cultura, 21(2). Recuperado de https://www.revistas.ufg.br/fchf/article/view/56317
Seção
Tradução