Sobre a Revista

Foco e Escopo

Sociedade e Cultura é uma publicação da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Federal de Goiás e de seus programas de pós-graduação em Antropologia Social, Ciência Política e Sociologia. A revista aceita trabalhos originais e inéditos, sob a forma de artigos e resenhas de livros em ciências sociais. Excepcionalmente, pode publicar traduções e entrevistas. A titulação mínima exigida para a publicação como primeiro/a autor/a de artigos é doutorado, sendo aceita a coautoria de mestres. Para resenhas, é permitido que mestrandos/as sejam autores. Além de trabalhos em português, a revista aceita contribuições em inglês e espanhol.

A decisão sobre a publicação cabe à comissão editorial, que se baseia na avaliação de especialistas externos pelo sistema duplo cego (blind review). A comissão reserva-se o direito de sugerir aos/às autores/as modificações de forma ou conteúdo a fim de adequar as colaborações ao padrão da revista. A revista não cobra taxas para recebimento ou processamento de artigos. Eventuais modificações serão acordadas com os/as autores/as. Não serão admitidos acréscimos ou modificações depois que os trabalhos forem entregues para composição.

O envio espontâneo de qualquer colaboração implica automaticamente a cessão integral dos direitos autorais à Sociedade e Cultura. A revista não se obriga a devolver os originais das colaborações enviadas. As afirmações e conceitos emitidos nos trabalhos assinados são de absoluta responsabilidade dos seus autores.

Processo de Avaliação por Pares

As submissões passam por uma avaliação inicial formal pela equipe editorial. Textos que não se enquadram no foco e no escopo da revista ou que não cumpram as normas editorias e de apresentação serão arquivados. Para as submissões que passam pela avaliação inicial, são indicadas duas avaliações de pessoas especializadas na temática, que servirão de subsídio aos editores, podendo-se consultar um/a terceiro/a parecerista em caso de conflito nas avaliações. A publicação de trabalhos está condicionada ao cumprimento das recomendações dos pareceristas. Na avaliação são levados em conta originalidade e relevância, consistência e rigor da abordagem, além de considerar sua contribuição para as Ciências Sociais e a linha temática da revista. O sistema de revisão é duplo cego: os nomes dos/as pareceristas permanecerão em sigilo, omitindo-se também os nomes dos/as autores/as perante os/as pareceristas.

Periodicidade

Sociedade e Cultura foi uma publicação semestral até dezembro de 2019. A partir de 2020 adota a modalidade de fluxo contínuo na publicação de artigos inéditos nas áreas de Antropologia, Ciência Política, Relações Internacionais e Sociologia. Além disso, pode publicar resenhas, traduções e entrevistas, se aprovadas previamente pela Comissão Editorial.

Política de Acesso Livre

A revista oferece acesso livre e imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizá-lo gratuitamente ao público contribui para a democratização do conhecimento científico.

Compromisso Ético

O periódico segue os padrões éticos de publicação do Committee on Publication Ethics (COPE), cujos princípios estão descritos aqui. Práticas de plágio, autoplágio, falsificação e fabricação de dados não são permitidas. Essas más condutas científicas são definidas, respectivamente, pela Academia Brasileira de Ciências da seguinte maneira neste endereço

  1. Plágio envolvendo a apropriação de ideias e do trabalho de outros sem o crédito devido;
  2. Autoplágio ou republicação de resultados científicos já divulgados, como se fossem novos, sem informar publicação prévia;
  3. Falsificação ou manipulação de dados, procedimentos e resultados;
  4. Fabricação de resultados e de registros como se fossem reais;

A Comissão Editorial se compromete com os princípios de impessoalidade, transparência e confidencialidade nas avaliações, preservando os direitos de avaliadores/as, autores/as e instituições envolvidos/as no processo editorial. Nas avaliações, se utiliza o programa Crossref Similarity Check. A revista também é signatária da Declaration on Research Assessment (DORA).

Política de Errata e Retratação

As diretrizes do COPE (aqui) e do Council of Science Editors (aqui) são seguidas para a correção de artigos. Com base nessas fontes, há três métodos para a correção de literatura científica:

  1. Errata - se refere a emendas ou alterações em partes do artigo. As correções podem ser em título do artigo, nomes dos/as autores/as e erros tipográficos ou de diagramação;
  2. Retratação - se refere a correções parciais do artigo em razão de erros metodológicos, análise incorreta de dados, má conduta científica ou pesquisa não reprodutível. Também há a possibilidade de retirada do artigo por completo da página da revista;
  3. Expressão de preocupação - se refere à publicação de um aviso pelo/a editor/a quando há preocupação sobre a confiabilidade de um artigo, mas as informações são insuficientes para justificar uma retratação.

O pedido e a escrita da correção devem ser feitos pelo/a autor/a responsável pelo artigo. Caso haja discordância entre os/as autores/as sobre o que está sendo corrigido, o/a editor/a do periódico se torna responsável pela escrita da correção. A errata, retratação ou expressão de preocupação será publicada o mais rapidamente possível, permanecendo o artigo na página da revista com a respectiva indicação de correção.

Alegações de Má Conduta

As alegações de má conduta de autores/as, avaliadores/as e editores/as são analisadas pela Comissão Editorial, que tem um prazo de 30 dias para dar uma resposta ao/à autor/a da alegação. Estão incluídas nesse campo as suspeitas de plágio, fabricação e falsificação de dados, divergência entre os textos publicados e as normas do periódico, autocitação indevida, troca de citações e práticas indevidas que possam impactar nas métricas editoriais. Sendo a má conduta identificada, o artigo objeto da reclamação será excluído do periódico, com as respectivas justificativas.

Indexadores

Sociedade e Cultura está indexada por Google Acadêmico, Latindex, Redalyc e Scopus.

Permutas Eletrônicas

Caderno do CEAS
Centro de Estudos e Ação Social

Cuadernos Hispanoamericanos
0011-250X
Agencia Española de Cooperación Internacional

Dados: Revista de Ciências Sociais
0011-5258
Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro

Estudos Afro-Asiáticos
0101-546X
Universidade Cândido Mendes

Estudos Avançados
0103-4014
Universidade de São Paulo

Fragmentos de Cultura
1983-7828
Universidade Católica de Goiás

Horizontes Antropológicos
0104-7183
Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Journal of Latin American Studies
1469-767X
The Institute for the Study of the Americas

Latin American Research Review
1542-4278
The Johns Hopkins University

Novos Estudos
Centro Brasileiro de Análise e Planejamento

Revista Afro-Ásia
1981-1411
Universidade Federal da Bahia

Revista Brasileira de Ciência Avícola
1516-635X
Fundação APINCO de Ciência e Tecnologia Avícolas

Revista CEPAL
1682-0908
Comisión Económica para la América Latina y el Caribe

Revista de Antropologia
0034-7701
Universidade de São Paulo

Revista de la Inquisición
1988-2785
Universidad Complutense de Madrid

Revista Nueva Sociedad
Fundación Friedrich Ebert

Revista Tempo
1980-542X
Universidade Federal Fluminense

Teoria e Sociedade
1518-4471 
Universidade Federal de Minas Gerais

The Americas
1533-6247
The Academy of American Franciscan History

World's Poultry Science Journal
1743-4777
The World's Poultry Science Association

Fontes de Apoio

  • Programa de Apoio às Publicações Periódicas Científicas da UFG
  • Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
  • Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

Sociedade e Cultura agradece ao apoio do Centro Integrado de Aprendizagem em Rede (CIAR) da UFG pelo suporte ao layout desta página.