MODERNIZAÇÃO DO CAMPO NO CERRADO: políticas conservadoras e suas consequências

Autores

  • Jean Silveira dos Santos Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão
  • Carolina Rodrigues Guimarães Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão
  • José Henrique Rodrigues Stacciarini Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão

DOI:

https://doi.org/10.5216/er.v22i2.68360

Resumo

Propomos na presente pesquisa analisar os reflexos, no campo e na agricultura familiar, da implementação de políticas e projetos neoliberais no âmbito do agronegócio que culminaram na expansão da fronteira agrícola para o Cerrado em períodos políticos de grande impacto econômico e social, como a Ditadura Civil Militar (1964-1985) e o governo do Partido dos Trabalhadores (PT) entre 2002 e 2016, acarretando em desigualdade socioeconômica, além de sobrelevar os conflitos e massacres no campo. Para tanto, apoiamo-nos em teóricos e especialistas da Geografia e de outras ciências que versam acerca do proposto.

Palavras-chave: Modernização do campo. Políticas neoliberais. Conflitos. Cerrado.

Biografia do Autor

Jean Silveira dos Santos, Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão

Jean Silveira dos Santos

Mestre em Geografa pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia UFG/Regional Catalão-UFCAT/Membro do Núcleo de Estudos Socioambientais (NESPSA/UFCAT)

jeansilveirasantos@hotmail.com

Carolina Rodrigues Guimarães, Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão

Carolina Rodrigues Guimarães

Mestranda no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem UFG/Regional Catalão-UFCAT

carolinarodrigues279@outlook.com

José Henrique Rodrigues Stacciarini, Universidade Federal de Goiás/Regional Catalão

José Henrique Rodrigues Stacciarini

Professor Titular do Programa de Pós-Graduação em Geografia UFG/Regional Catalão – UFCAT

jhrstacciarini@hotmailcom

 

Downloads

Publicado

04-04-2021 — Atualizado em 16-04-2021

Versões

Como Citar

SANTOS, J. S. dos; GUIMARÃES, C. R. .; STACCIARINI, J. H. R. . MODERNIZAÇÃO DO CAMPO NO CERRADO: políticas conservadoras e suas consequências. Espaço em Revista, [S. l.], v. 22, n. 2, p. 147–164, 2021. DOI: 10.5216/er.v22i2.68360. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/68360. Acesso em: 2 dez. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS/ARTICLES