ESTUDO DO MEIO: uma proposta metodológica no Ensino de Geografia

Autores

Resumo

É cada vez mais importante conhecer e interpretar o lugar onde se vive para buscar tornar-se sujeito atuante em uma sociedade em constante transformação. A Geografia com ênfase na formação para a cidadania fundamenta-se como saber essencial na afirmação social dos sujeitos em seus territórios de vivência. Portanto, há que se mobilizar esforços a fim de estimular o desenvolvimento de competências, habilidades e atitudes visando o enfrentamento às situações que comparecem cotidianamente. Diante de tal desafio, o artigo tem como objetivo aborda as razões da proposta metodológica estudo do meio na construção do conhecimento geográfico. O artigo se insere na categoria de relato de experiência e estudo propositivo, pois apresenta e propõe práticas pedagógicas desenvolvidas a partir do chão da escola pública. Entre os resultados observados, tem-se que esse tipo de atividade que se materializa com a saída a campo representa um momento de verificação da relevância dos conhecimentos apreendidos em sala de aula, o que auxilia o estudante a desenvolver o olhar crítico investigativo sobre a realidade socioespacial.

Biografia do Autor

Adriano De La Fuente, Universidade Federal de Catalão

Doutor em Geografia pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Mestrado em Geografia (UFU). Especialização em Gestão Ambiental pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC/MG). Graduação: Bacharelado e Licenciatura em Geografia. Pesquisador participante do Grupo de Pesquisa em Ensino de Geografia GPEGPSHI/CNPQ - LAGEPOP/UFU. Núcleo de Estudos e Pesquisas em Agroecologia (NEPEA/CNPQ) na Linha de pesquisa: Pesquisas e Ensino de Geografia, Agroecologia e Sustentabilidade Ambiental. Docente no Departamento de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia, Campus de Ituiutaba.

Downloads

Publicado

23.11.2021

Como Citar

DE LA FUENTE, A. ESTUDO DO MEIO: uma proposta metodológica no Ensino de Geografia. Espaço em Revista, Goiânia, v. 23, n. 1, p. 32–54, 2021. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/68073. Acesso em: 22 maio. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS/ARTICLES