O ENSINO DA GEOGRAFIA COMO REAFIRMAÇÃO DE IDENTIDADES QUILOMBOLAS NA COMUNIDADE DE ARAQUEMBAUA – BAIÃO –PARÁ

Autores

  • Rosilda Pimentel Universidade Federal do Pará
  • Rita Denize de Oliveira Docente Faculdade de Geografia e Cartografia, Universidade Federal do Pará
  • Jorge Sales dos Santos Graduando em Bacharelado em Geografia, Universidade Federal do Pará https://orcid.org/0000-0002-4977-1418

DOI:

https://doi.org/10.5216/er.v22i2.63705

Resumo

O presente trabalho de pesquisa cujo objetivo geral é investigar o conteúdo e a metodologia que vem sendo utilizada nas aulas de Geografia das turmas do 6º ano, com ênfase para as questões quilombolas, tendo como objetivos específicos: observar se os alunos vêm se apropriando dos conhecimentos geográficos no decorrer das aulas; compreender se existem relações entre o ensino de geografia e a descendência afros da comunidade de Araquembaua. Quanto à metodologia, esta baseou-se em um levantamento bibliográfico e documental de diversas obras de autores que abordam temas e conceitos geográficos relativos às comunidades Quilombolas no Baixo Tocantins, trabalho de campo na escola, com observações gerais, coleta de relatos sobre o funcionamento da referida escola com registro fotográfico a fim de caracterizar o espaço físico e pedagógico mediante a aplicação de um questionário com questões objetivas, direcionadas a 54 alunos. Com relação aos resultados, observou-se que a grande maioria dos alunos não vem se apropriando dos conhecimentos geográficos, especificamente com relação às questões quilombolas, pois apesar de ser uma comunidade de descendentes quilombolas, a população da Vila de Araquembaua não se identifica como tal, e isso distancia o aluno dessa realidade

Palavras-chave: Problemática. Metodologia. Conhecimentos Geográficos. Quilombola.

Biografia do Autor

Rosilda Pimentel, Universidade Federal do Pará

Graduada em Geografia

Rita Denize de Oliveira, Docente Faculdade de Geografia e Cartografia, Universidade Federal do Pará

Possui graduação em GEOGRAFIA pela Universidade Federal do Pará (1999) e Mestrado em Agronomia pela Universidade Federal Rural da Amazônia (2002), Atualmente professora nível superior da Universidade Federal do Pará e Doutora em Geografia na Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho. Desenvolve pesquisas em parceria com o o Museu Paraense Emilio Goeldi tem experiência na área de Pedologia, atuando principalmente nos seguintes temas: pedologia (solos antropogênicos), geomorfologia fluvial e bacia hidrográfica.

Jorge Sales dos Santos, Graduando em Bacharelado em Geografia, Universidade Federal do Pará

Graduando em Geografia - Bacharelado (UFPA) e Técnico em Enfermagem (EETEPA); Atua no projeto de extensão Roteiro Geo-Turístico como monitor voluntario; Professor no Cursinho de Educação Popular Emancipa Belém e atua em pesquisa dentro da área de Geografia Regional, Geomorfologia. Sistema de Informação Geográfica e Geografia Política. 

Downloads

Publicado

06-03-2021

Como Citar

PIMENTEL, R.; DE OLIVEIRA, R. D.; SALES DOS SANTOS, J. O ENSINO DA GEOGRAFIA COMO REAFIRMAÇÃO DE IDENTIDADES QUILOMBOLAS NA COMUNIDADE DE ARAQUEMBAUA – BAIÃO –PARÁ. Espaço em Revista, [S. l.], v. 22, n. 2, p. 119–146, 2021. DOI: 10.5216/er.v22i2.63705. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/63705. Acesso em: 15 out. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS/ARTICLES