COLONIZAÇÃO DA DÉCADA DE 1970, RONDÔNIA E A BR-364

  • Juander Antônio de Oliveira Souza Fundação Universidade Federal de Rondônia

Resumo

O trabalho busca discorrer sobre a colonização do Território Federal de Rondônia que ocorreu a partir de 1960 com os projetos de assentamentos promovidos pelo governo do regime militar ocupando o entorno da rodovia BR-364, fazendo dessa região um palco de investimentos com as Políticas Públicas Territoriais articuladas à ocupação do vazio demográfico e resolver o problema do êxodo rural que o país passava com a expropriação de trabalhadores do campo pela introdução da cultura da soja e a mecanização agrícola. O Território Federal de Rondônia passa a atrair milhares de colonos de todo o país, provocando um inchaço de migrantes, maior que a quantidade de lotes disponíveis para a ocupação. Assentamentos foram dirigidos pelo poder público e outros dirigidos pelos próprios camponeses, invadindo áreas e demarcando lotes. De posse dos lotes, os camponeses convertiam a floresta em áreas de produção agropecuária destinada ao consumo e comércio. Foi realizado um levantamento bibliográfico nos diversos materiais disponíveis como artigos, teses, revistas, livros, dentre outros, sobre a colonização de Rondônia com uma abordagem exploratória e qualitativa. Mesmo diante dos entraves e pouca infraestrutura no período da colonização dirigida para o uso e ocupação do solo rondoniense, considera-se por este estudo que o governo federal brasileiro obteve êxito na colonização de Rondônia.

Palavras-chave: Colonização. Ocupação. Imigrantes. Assentamento. BR-364.

Biografia do Autor

Juander Antônio de Oliveira Souza, Fundação Universidade Federal de Rondônia

Docente do curso de Engenharia de Produção-UNIR, Mestre e Doutorando em Geografia, no Programa de Pós Graduação em Geografia da Universidade Federal de Rondônia

Publicado
11-10-2020
Seção
ARTIGOS/ARTICLES