ANÁLISE DA MORFOLOGIA URBANA EM ITUMBIARA (GO): dispersão e descontinuidades territoriais

Autores

  • Vitor Koiti Miyazaki Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.5216/er.v21i1.60091

Resumo

As constantes transformações verificadas nas cidades ao longo do tempo têm contribuído para que o espaço urbano se torne ainda mais complexo, o que demanda, tanto por parte dos pesquisadores quanto dos gestores, novos olhares e abordagens para a compreensão dessa realidade. Nesse contexto, apresentamos elementos que demonstram a importância da morfologia urbana como uma possibilidade de estudo e análise das cidades, sobretudo em relação às transformações no âmbito das configurações territoriais urbanas. Nota-se, cada vez mais, uma tendência à dispersão territorial das cidades, sem haver necessariamente uma ocupação territorialmente contínua. Tendo em vista estes aspectos, analisamos a cidade de Itumbiara (GO) a partir de alguns elementos que compõe o estudo da morfologia urbana. Os resultados mostram que certas lógicas da produção do espaço urbano se fazem presentes também em cidades de porte médio do interior do país, mesmo em contextos não metropolitanos, evidenciando-se problemas e desafios para o planejamento e gestão urbana.

Palavras-chave: Morfologia urbana. Produção do espaço urbano. Dispersão urbana. Descontinuidades territoriais urbanas. Itumbiara (GO).

Biografia do Autor

Vitor Koiti Miyazaki, Universidade Federal de Uberlândia

Docente do curso de Geografia e do Programa de Pós-graduação em Geografia do Pontal (PPGEP), do Instituto de Ciências Humanas do Pontal da Universidade Federal de Uberlândia (ICH-UFU)

Downloads

Publicado

18-09-2019

Como Citar

MIYAZAKI, V. K. ANÁLISE DA MORFOLOGIA URBANA EM ITUMBIARA (GO): dispersão e descontinuidades territoriais. Espaço em Revista, [S. l.], v. 21, n. 1, p. 19–37, 2019. DOI: 10.5216/er.v21i1.60091. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/60091. Acesso em: 4 dez. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS/ARTICLES