ANÁLISE DOS CENSOS AGROPECUÁRIOS NO ESTADO DE MINAS GERAIS

Autores

  • Alessandra Rodrigues Guimarães Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP/Rio Claro (SP)
  • José Giacomo Baccarin Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” – UNESP/Rio Claro (SP)

DOI:

https://doi.org/10.5216/er.v19i1.47475

Resumo

Em meados da década de 1970, ocorreu o primeiro censo agropecuário pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com intuito de levantar diversas informações sobre a produção, a propriedade e pessoas ocupadas. No decorrer dos anos, foram realizados outros censos agropecuários, com a finalidade de analisar e comparar as informações com os censos passados, e ter um panorama da agricultura brasileira. Foram realizados censos em 1980, 1985, 1996 e 2006, e a partir desses dados podemos levantar informações sobre a estrutura agrária de cada região, compreendendo melhor os efeitos da modernização da agricultura, acentuada na década de 1970. O presente trabalho visa analisar a estrutura agrária no estado de Minas Gerais, avaliando os dados obtidos nos censos agropecuários, e, partir deles, apontar as mudanças que aconteceram.

Downloads

Publicado

29-10-2017

Como Citar

GUIMARÃES, A. R.; BACCARIN, J. G. ANÁLISE DOS CENSOS AGROPECUÁRIOS NO ESTADO DE MINAS GERAIS. Espaço em Revista, [S. l.], v. 19, n. 1, 2017. DOI: 10.5216/er.v19i1.47475. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/47475. Acesso em: 9 dez. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS/ARTICLES