A EDUCAÇÃO AMBIENTAL E O ENSINO DE BIOLOGIA PARA A PRÁTICA SOCIAL

Autores

  • AIANY RUTH SILVA DE ASSIS UFG/CAC
  • MANOEL RODRIGUES CHAVES UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS/CAC

DOI:

https://doi.org/10.5216/er.v16i1.31094

Resumo

O artigo propõe discutir o papel que a Educação Ambiental enquanto prática educativa presente nos discursos acadêmicos, visando minimizar os problemas ambientais decorrentes, possibilitando a ampliação dos conhecimentos do papel ecológico da escola no contexto contemporâneo. A pesquisa busca novos caminhos para compreender como está sendo trabalhada a Educação Ambiental nas escolas e a contribuição do ensino de Biologia, disciplina que também propõe conhecimentos em função da questão ambiental ter um reflexo social e de relevância para a sobrevivência humana, exigindo assim, ações pedagógicas práticas. A Educação Ambiental no ensino formal pode levar os alunos a terem mudanças de comportamentos, conscientização dos problemas ambientais que pode comprometer a vida das futuras gerações de humanos. Ações voltadas para a preservação, conservação e recuperação do ambiente podem contribuir para o crescimento socioambiental, questão de educação para o ambiente, uma abordagem multidisciplinar, uma vez que todos os quadros pedagógicos das escolas podem contribuir para a promoção de uma nova área do conhecimento, abrangendo todos os níveis de ensino, incluindo o nível não-formal, com a finalidade de sensibilizar a população para os cuidados socioambientais.

Palavras-chave: Educação Ambiental. Ensino de Biologia. Prática Social.

Biografia do Autor

AIANY RUTH SILVA DE ASSIS, UFG/CAC

MANOEL RODRIGUES CHAVES, UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS/CAC

O artigo propõe discutir o papel que a Educação Ambiental enquanto prática educativa presente nos discursos acadêmicos, visando minimizar os problemas ambientais decorrentes, possibilitando a ampliação dos conhecimentos do papel ecológico da escola no contexto contemporâneo. A pesquisa busca novos caminhos para compreender como está sendo trabalhada a Educação Ambiental nas escolas e a contribuição do ensino de Biologia, disciplina que também propõe conhecimentos em função da questão ambiental ter um reflexo social e de relevância para a sobrevivência humana, exigindo assim, ações pedagógicas práticas. A Educação Ambiental no ensino formal pode levar os alunos a terem mudanças de comportamentos, conscientização dos problemas ambientais que pode comprometer a vida das futuras gerações de humanos. Ações voltadas para a preservação, conservação e recuperação do ambiente podem contribuir para o crescimento socioambiental, questão de educação para o ambiente, uma abordagem multidisciplinar, uma vez que todos os quadros pedagógicos das escolas podem contribuir para a promoção de uma nova área do conhecimento, abrangendo todos os níveis de ensino, incluindo o nível não-formal, com a finalidade de sensibilizar a população para os cuidados socioambientais.

Downloads

Publicado

16-12-2014

Como Citar

ASSIS, A. R. S. D.; CHAVES, M. R. A EDUCAÇÃO AMBIENTAL E O ENSINO DE BIOLOGIA PARA A PRÁTICA SOCIAL. Espaço em Revista, [S. l.], v. 16, n. 1, 2014. DOI: 10.5216/er.v16i1.31094. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/31094. Acesso em: 28 out. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS/ARTICLES