A TERRITORIALIZAÇÃO DO CAPITAL AGROINDUSTRIAL LÁCTEO EM CORUMBAÍBA (GO): OS TRABALHADORES DA PECUÁRIA LEITEIRA

Autores

  • Janãine Daniela Pimentel Lino Carneiro Universidade Federal de Goiás (UFG) Campus Catalão (CAC)

DOI:

https://doi.org/10.5216/er.v15i2.28063

Resumo

A territorialização do capital agroindustrial lácteo em Corumbaíba (GO) significou/significa uma série de mudanças espaciais e nas relações de trabalho para o Município. A lógica capitalista incorpora de maneira distinta as diferentes categorias de produtores - os pecuaristas tradicionais, os empresários rurais e as propriedades camponesas -, pois se dá a partir da lógica de reprodução desigual e contraditória do capital, estando inserida no contexto da reestruturação produtiva. Para os trabalhadores que atuam nas propriedades rurais que se dedicam à produção leiteira, não significou melhoria nas condições de trabalho, mas sim, diferentes formas de exploração e subordinação do trabalho.

Biografia do Autor

Janãine Daniela Pimentel Lino Carneiro, Universidade Federal de Goiás (UFG) Campus Catalão (CAC)

Professora da Rede Municipal de Educação de Caldas Novas (GO). Professora Substituta no Departamento de Geografia (DEGO/UFG/CAC). Geógrafa (Licenciada e Bacharel/UFG/CAC 2004-2005). Especialista em Psicomotriciade (Faculdade Católica de Uberlândia- MG)/2010. Especialista em Tecnologias do Ensino de Biologia /ICB/UFG/2011. Especialista em Gênero e Diversidade na Escola- GDE/UAB/CIAR/UFG/CAC.Mestre em Geografia no Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Geografia UFG/Campus Catalão. Área de concentração Geografia e Ordenamento do Território. Linha de Pesquisa: Trabalho e Movimentos Sociais. Membro do Grupo de Estudos Geografia, Trabalho e Movimentos Sociais/GETeM/CNPq/UFG/CAC.

Downloads

Publicado

15-02-2014

Como Citar

CARNEIRO, J. D. P. L. A TERRITORIALIZAÇÃO DO CAPITAL AGROINDUSTRIAL LÁCTEO EM CORUMBAÍBA (GO): OS TRABALHADORES DA PECUÁRIA LEITEIRA. Espaço em Revista, [S. l.], v. 15, n. 2, 2014. DOI: 10.5216/er.v15i2.28063. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/28063. Acesso em: 8 dez. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS/ARTICLES

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)