EDUCAÇÃO AMBIENTAL NÃO FORMAL NA COMUNIDADE RURAL DO SOBRADINHO – UBERLÂNDIA-MG

Autores

  • Marília Christina Arantes Melo Universidade Federal de Uberlândia

DOI:

https://doi.org/10.5216/er.v16i1.26520

Resumo

A Educação Ambientaladmite a transformação do entorno, e a verdadeira sustentabilidade apenas seráconquistada quando houver uma população consciente e esclarecida. A partirdisso o projeto de extensão Amigos da Natureza atuou na Bacia do CórregoBebedouro na zona rural da cidade de Uberlândia, MG, procurando esclarecer asleis ambientais ao produtor rural, além de oferecer assessorias às suasatividades cotidianas, e colher depoimentos e entrevistas para a elaboração deum documentário local. O projeto teve aceitação de 86% das propriedadesvisitadas, assessorou em duas fazendas onde havia desequilíbrios ambientais, eproduziu um documentário que posteriormente pode ser utilizado nas escolasrurais do município. Percebeu-se a carga gigantesca de conhecimentos eexperiências que os moradores rurais possuem, assim como o sentimento de valorizaçãoe pertencimento à natureza.

Biografia do Autor

Marília Christina Arantes Melo, Universidade Federal de Uberlândia

Downloads

Publicado

16-12-2014

Como Citar

MELO, M. C. A. EDUCAÇÃO AMBIENTAL NÃO FORMAL NA COMUNIDADE RURAL DO SOBRADINHO – UBERLÂNDIA-MG. Espaço em Revista, [S. l.], v. 16, n. 1, 2014. DOI: 10.5216/er.v16i1.26520. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/26520. Acesso em: 4 dez. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS/ARTICLES