A CONSTRUÇÃO DE UMA LEITURA BIOPOLÍTICA SOBRE A DEFICIÊNCIA: a mediação do território

Autores

  • Wilson Lopes Mendonça Neto Universidade Federal de Goiás - UFG
  • Eguimar Felício Chaveiro UFG

DOI:

https://doi.org/10.5216/er.v14i1.19387

Resumo

Este texto tem como objetivo realizar uma reflexão sobre a temática deficiência e sobre sujeitos com deficiência, a partir da noção de biopolítica elaborada por Foucault principalmente, pela mediação do território. Este trabalho visa partir da reflexão para a construção de um modelo de metodologia que permita uma abordagem biopolítica sobre a temática deficiência. No entanto, esta feita não poderia acontecer se também não nos dispuséssemos a realizar simultaneamente uma atualização das noções foucaultianas. Foucault aponta para uma transformação nos mecanismos de poder, de controle e vigia sobre os corpos, ocorridas principalmente a partir de meados do século XVIII, nas quais os poderes estabelecidos não se exercem mais somente sobre os corpos individuais, de maneira disciplinar, eles se exercem centrados na população, não mais no homem-corpo, mas no homem-espécie. Esse novo contexto das tecnologias de poder inaugura uma nova fase do capitalismo, segundo Pelbart, Hardt e Negri, na qual o capitalismo se apropria de um novo território, a subjetividade das pessoas, o Inconsciente. Nesta nova fase de acumulação capitalista em que não somente o trabalho físico do corpo é apropriado, mas também e principalmente, a subjetividade e o trabalho intelectual são apropriados, como se dão as territorialidades de pessoas com deficiência?

Biografia do Autor

Wilson Lopes Mendonça Neto, Universidade Federal de Goiás - UFG

Bacharel em Geografia pela UFG na modalidade Análise Ambiental. Atualmente é mestrando do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFG.

Eguimar Felício Chaveiro, UFG

Doutor em Geografia pela Universidade de São Paulo - USP. Atualmente é professor associado da graduação e da pós-graduação em geografia da Universidade Federal de Goiás - UFG.

Downloads

Publicado

19-07-2012

Como Citar

MENDONÇA NETO, W. L.; CHAVEIRO, E. F. A CONSTRUÇÃO DE UMA LEITURA BIOPOLÍTICA SOBRE A DEFICIÊNCIA: a mediação do território. Espaço em Revista, [S. l.], v. 14, n. 1, 2012. DOI: 10.5216/er.v14i1.19387. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/19387. Acesso em: 20 out. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS/ARTICLES