AGRICULTURA FAMILIAR, TRABALHO E ESTRATÉGIAS: a participação feminina na reprodução socioeconômica e cultural

Autores

  • Lívia Aparecida Pires de Mesquita UFG/CAC
  • Estevane de Paula Pontes Mendes Universidade Federal de Goiás/Campus Catalão

DOI:

https://doi.org/10.5216/er.v14i1.19382

Resumo

Resumo: Agricultura familiar é um conceito utilizado para caracterizar as unidades de produção rural, estruturadas no trabalho familiar, que se identificam pela relação entre terra, trabalho e família. As recentes transformações ocorridas no espaço agrário brasi leiro, com o advento da modernização, afetaram as pequenas e médias propriedades rurais, provocando a descapitalização e a exclusão social do pequeno agricultor familiar, o que  trouxe como conseqüência o êxodo rural. Diante desse contexto, tem sido constante a adoção de diferentes estratégias sociais e econômicas pelas unidades de produção rural familiares, o que tem viabilizado sua inserção na sociedade capitalista. Dentre essas estratégias está o trabalho feminino, que contribui de maneira significativa para a sobrevivência do grupo familiar. Frente a essa situação, a proposta desse trabalho assenta-se em compreender as características  da agricultura familiar e  as estratégias familiares adotadas por esse segmento de produtores rurais, com ênfase no trabalho feminino.  Para a realização do trabalho foi efetuada uma revisão teórico-conceitual sobre a temática e, ainda levantamento, sistematização e análise de informações de fontes secundárias. Acredita-se, que as unidades familiares têm a capacidade de elaborar novas estratégias para se adaptarem às condições econômicas e sociais na qual estão inseridas. Diante disso, há necessidade de consolidar políticas, estratégias e/ou planos diferenciados que possam assegurar elementos que possibilitem a estruturação de políticas específicas para este núcleo, o que permite criar oportunidades para as gerações futuras.

Palavras-chave: Agricultura familiar. Estratégias produtivas. Trabalho feminino.

Biografia do Autor

Lívia Aparecida Pires de Mesquita, UFG/CAC

Mestranda do Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade Federal de Goiás, Campus Catalão. Integrante do Núcleo de Estudo e Pesquisas Socioambientais (NEPSA) da Universidade Federal de Goiás, Campus Catalão. Tem experiência na área de Geografia, com ênfase em Geografia Agrária.

Downloads

Publicado

19.07.2012

Como Citar

MESQUITA, L. A. P. de; MENDES, E. de P. P. AGRICULTURA FAMILIAR, TRABALHO E ESTRATÉGIAS: a participação feminina na reprodução socioeconômica e cultural. Espaço em Revista, Goiânia, v. 14, n. 1, 2012. DOI: 10.5216/er.v14i1.19382. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/19382. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

ARTIGOS/ARTICLES

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)