REPENSANDO A REGIONALIZAÇÃO BRASILEIRA A PARTIR DA TEORIA DO MEIO TÉCNICO-CIENTÍFICO-INFORMACIONAL

Autores

  • Wesley Borges Costa Universidade Federal de Goiás- Campus Catalão
  • Michelle Neris Moreira Universidade do Estado da Bahia, Campus VI, Caetité-BA
  • Maria Goreth e Silva Nery Universidade do Estado da Bahia, Campus VI, Caetité-BA

DOI:

https://doi.org/10.5216/er.v14i2.17952

Resumo

A região é uma das categorias de análise geográfica polissêmica e controvérsia que permite discussões relevantes acerca do processo de regionalização do Brasil. A partir do estudo referente da questão regional brasileira e partindo de uma retrospectiva que apontou as principais propostas existentes para um país de dimensão continental, a análise parte da proposta oficial do IBGE, que está em vigor até os dias atuais, e da Geoeconômica que leva em consideração fatores socioeconômicos e históricos e a divisão regional “Os Quatro Brasis” alicerçada na teoria do meio técnico-científico-informacional que consiste na união entre a técnica, a informação e a ciência, seguindo a lógica do mercado global. Nesta perspectiva, o objetivo almejado neste artigo se refere às abordagens necessárias para o entendimento da idéia de uma nova regionalização do território brasileiro que corresponda à nova configuração do espaço, a partir das ideias miltonianas, por considerar a territorialização e a evolução tecno-científica, passível de induzir novas regionalizações frente ao contexto sócio-espacial do Brasil.

Biografia do Autor

Wesley Borges Costa, Universidade Federal de Goiás- Campus Catalão

Graduado em Licenciatura Plena em Geografia pela Universidade do Estado da Bahia. Especialista em Meio Ambiente e Desenvolvimento pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Mestrando em Geografia pela Universidade Federal de Goiás, Campus Catalão. Experiência profissional na área de Educação e Geografia. Atuou como Agente Censitário do IBGE- Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística na área de atualização da Base Territorial do Censo de 2010. Realiza estudos na área de Geografia Humana com ênfase aos estudos de gestão de cidade, Desenvolvimento Urbano-Regional, Análise Ambiental Urbana com ênfase na gestão de resíduos sólidos, coopetavismo e Pensamento Geográfico

Michelle Neris Moreira, Universidade do Estado da Bahia, Campus VI, Caetité-BA

Licenciada em Geografia pela Universidade do Estado da Bahia, Campus VI, Caetité-BA

Maria Goreth e Silva Nery, Universidade do Estado da Bahia, Campus VI, Caetité-BA

Doutoranda em Geografia pela Universidade Federal da Bahia – UFBA; Mestre em Geografia e Organização do Espaço pela Universidade Estadual Paulista – UNESP Rio Claro; Professora de Geografia Regional do Departamento de Ciências Humanas da Universidade do Estado da Bahia, Campus VI, Caetité-BA

Downloads

Publicado

22-12-2012

Como Citar

COSTA, W. B.; MOREIRA, M. N.; E SILVA NERY, M. G. REPENSANDO A REGIONALIZAÇÃO BRASILEIRA A PARTIR DA TEORIA DO MEIO TÉCNICO-CIENTÍFICO-INFORMACIONAL. Espaço em Revista, [S. l.], v. 14, n. 2, 2012. DOI: 10.5216/er.v14i2.17952. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/17952. Acesso em: 6 dez. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS/ARTICLES