NOVOS PARADIGMAS EMANCIPATÓRIOS: as lutas pelos direitos socioambientais

Autores

  • Márcio Henrique Pereira FDRP-USP (Faculdade de Direito de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo)

DOI:

https://doi.org/10.5216/er.v11i1.13672

Resumo

Resumo: Novos paradigmas emergem na discussão entre Estado, sociedade civil e mercado. Há elementos e categorias que necessitam serem considerados, tais como: as transformações na esfera pública, a noção de sociedade civil, os novos atores sociais iminentes e as novas e complexas demandas sociais. Tudo isso é perpassado pelo ordenamento jurídico. Portanto, uma reflexão neste âmbito exige a transformação da perspectiva da ciências sociais e jurídica. O presente artigo busca esboçar caminhos de reflexão que apontem para soluções emancipatórias das comunidades políticas. Por outro lado, não se subtrai à tarefa de discutir as intrincadas relações entre Direito-Estado-Sociedade. Nesse período de intensa mudança dos padrões públicos e privados ocasionados pela crise global, enfocamos os direitos socioambientais e as perspectivas que dele advêm. Palavras-chaves: Paradigmas, Estado, sociedade civil, nova esfera pública, ordenamento jurídico

Biografia do Autor

Márcio Henrique Pereira, FDRP-USP (Faculdade de Direito de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo)

Professor doutor da FDRP-USP (Faculdade de Direito de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo), onde ministra as disciplinas de Sociologia Geral e Jurídica e de Introdução Geral aos Estudos do Direito. É doutor em Política Social pela UnB (Universidade de Brasília) em que defendeu tese sobre ONGs, comunidades e política socioambiental. É membro também do grupo de pesquisa e estudos GETeM (Geografia, Trabalho e Movimentos Sociais) da UFG (Universidade Federal de Goiás – Campus de Catalão – GO).

Downloads

Publicado

18-05-2011

Como Citar

PEREIRA, M. H. NOVOS PARADIGMAS EMANCIPATÓRIOS: as lutas pelos direitos socioambientais. Espaço em Revista, [S. l.], v. 11, n. 1, 2011. DOI: 10.5216/er.v11i1.13672. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/espaco/article/view/13672. Acesso em: 30 nov. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS/ARTICLES