PROBLEMATIZANDO: POR QUE A POLÍTICA PARECER SER UM UNIVERSO MASCULINO?

Autores

  • Cristian de Paula Sales Moreira Junior

DOI:

https://doi.org/10.5216/emb.v18i1.67853

Resumo

Nas definições de gênero, os estereótipos organizam os papéis de mulheres e homens nas relações familiares, afetivas, profissionais e políticas, num exercício de naturalização de pertencimentos e exclusões. Estas expectativas sociais são padronizadas e a atuação de homens e mulheres na política não impedem que sejam avaliados à partir de caracterizações que os reduzam a modelos típicos do seu sexo. Há, então, uma tentativa de assimilação do papel da mulher na política com o papel doméstico em um ambiente que define a representação política como um universo masculino, e em que os homens representam 90% dos personagens nos noticiários políticos brasileiros.

Publicado

24-02-2021