A ETNOGRAFIA MULTILOCAL COMO ABORDAGEM NA BUSCA POR DESVELAR HORIZONTES BIOGRÁFICOS DE JOVENS ESTUDANTES SECUNDARISTAS DAS PERIFERIAS DE GOIÂNIA, LISBOA E MADRID

  • Rosane Maria de Castilho UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS
Palavras-chave: Juventude, Projeto de Vida, Visão de Futuro.

Resumo

O presente trabalho buscou identificar, tendo por base os postulados da Psicologia Social e da Sociologia da Juventude, os aspectos que impactam na construção do projeto de vida de jovens estudantes secundaristas em três diferentes países e cotejá-los com as representações de futuro, tendo por base as narrativas dos sujeitos investigados: jovens estudantes secundaristas de Portugal, Espanha e Brasil. Em seu viés qualitativo, o trabalho realizou-se pela via da metodologia denominada Roda de Conversa, com a utilização de imagens produzidas por um jovem designer, tendo por motivo algumas ‘cenas do cotidiano’ de jovens brasileiros moradores da periferia das cidades metropolitanas, as quais foram utilizadas nas discussões com jovens dos três países. Quanto aos resultados, observou-se um alto percentual de identificação com as imagens e, ainda, a predominância de ‘dúvida’, ‘receio’ e insegurança quanto ao desconhecido’ no que tange ao projeto de vida e ao futuro. Apesar disto, os jovens revelaram a esperança de ‘vencer na vida pela profissão’ e o entusiasmo diante da possibilidade de ‘formar uma família’ e da ‘superação’ dos obstáculos cotidianos.

Biografia do Autor

Rosane Maria de Castilho, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS
Docente Titular de Psicologia- Universidade Estadual de Goiàs, Campus Aparecida de Goiânia. PHD em Ciências Sociais pelo Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade de Lisboa.
Publicado
15-10-2018