Entrelaçamentos entre filme-vídeo-documentário-dança-teatro:

um diálogo entre a obra de Pina Bausch e a de Wim Wenders

Autores

  • Maria Consuelo Santos Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal, Rio Grande do Norte, Brasil, consol.oliveira@gmail.com
  • Maria de Lurdes Barros da Paixão Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal, Rio Grande do Norte, Brasil, luluacaso@gmail.com

DOI:

https://doi.org/10.5216/ci.v23.66248

Palavras-chave:

Filme. Documentário. Dançateatro. Entrelaçamentos. Tecnologia.

Resumo

O presente artigo tem o propósito de analisar a obra cinematográfica “Pina”, do cineasta Wim Wenders e sobre o trabalho artístico, em dançateatro, da bailarina-coreógrafa Pina Bausch.  Ao mesmo tempo, o citado filme, por si mesmo, é também outra significativa obra. Um documentário não tradicional, híbrido ao abarcar modalidades expressivas entrelaçando filme-vídeo-documentário-dança-teatro, realizado em 3D. Além disso se destaca pela relação que estabelece com a tecnologia de forma relacional com o ambiente e todos os seres, ampliando as possibilidades criativas, informativas e comunicacionais. A noção de “campo expandido” nos permitiu situá-la como uma obra aberta que estabelece relações com distintas modalidades tecnológicas e que, portanto, também suscita a interrelação com diversas formas de conhecimento. A metodologia utilizada se fundamenta em princípios da fenomenologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Consuelo Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal, Rio Grande do Norte, Brasil, consol.oliveira@gmail.com

Pós-doutorado pela Facultad de Ciencias de la Comunicación da Universidad Autónoma de Nuevo León (UANL), México. Doutorado em Antropologia Social e Cultural pela Universitat Rovira i Virgili (URV), Espanha. Pesquisadora do LINC/CNPq, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Maria de Lurdes Barros da Paixão, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal, Rio Grande do Norte, Brasil, luluacaso@gmail.com

Pós-doutorado pelo Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal da Bahia (PPGAC/UFBA). Doutorado em Artes pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Professora Associada II da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Líder do LINC/ CNPq, da UFRN.

Referências

ADVENTO, Regina .Advento, a brasileira que dança na companhia de Pina Bausch. DW Brasil/Youtube, Berlim, 31 ago. 2016. 1 vídeo (3 min.). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=mxngqbgolV0. Acesso em: 14.10.20.

BARROS, E.P; FONSECA, A. C. Lash, Hall, Maffesoli: as forças ativas do desejo e a comunicação. Rev. Comunicação & Informação. v. 21, n.2, p. 32-50, 2018. DOI: https://doi.org/10.5216/ci.v21i2.53981

BASTOS. Dorotea Souza. Mediadance: campo expandido entre a dança e as tecnologias digitais. 2013. 166f. Dissertação de Mestrado em Dança. Escola de Dança da Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2013.

BAUSCH, Pina. Companhia Pina Bausch no Brasil: Especial Cultura 45 anos. Depoimento à TV Cultura. TV Cultura - YouTube, São Paulo, 11 jun. 2014. 1 vídeo (5.28 min). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=bDYsGMqm_9M. Acesso em: 1 out. 2020.

GUMBRECHT, Hans Ulrich. Produção de presença: o que o sentido não consegue transmitir. Tradução: Ana Isabel Soares. Rio de Janeiro: Contraponto, 2010.

HERCOLES, Rosa. DRAMATURGIA DA DANÇA: a inerência entre forma e sentido no movimento. Dança: Revista do Programa de Pós-Graduação em Dança da Universidade Federal da Bahia. Salvador, v 4, n.2, p.12-26, jul/dez. 2015. Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/revistadanca/article/view/20894/13508. Acesso em 01/10/2020.

INGOLD, Tim. Trazendo as coisas de volta à vida: emaranhados criativos num mundo de materiais. Horizontes Antropológicos. 2012. vol. 18, n.37, p. 25-44.

DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-71832012000100002

INGOLD, Tim. Society, Nature and the Concept of Technology. Archaeological Review from Cambridge. Tradução de Andrés Laguens. vol. 9, n. 1, p. 5-17, 1990. Disponível em: https://www.academia.edu/12269173/INGOLD_Tim_SOCIEDAD_NATURALEZA_Y_EL_CONCEPTO_DE_TECNOLOGIA. Acesso em: 7 out. 2010.

KOIDE, M. Coreografias do cinema expandido: mestiçagem e outras representações. Fórum Permanente, 2020. Disponível em: http://www.forumpermanente.org/event_pres/exposicoes/isaac-julien/relatos/coreografias-do-cinema-expandido-mesticagem-e-outras-representacoes. Acesso em: 1º out. 2020.

KRAUS, Rosalind. A escultura no campo ampliado. Tradução de Tradução: Elizabeth Carbone Baez. 1979. Disponivel em: https://www.ppgav.eba.ufrj.br/wp-content/uploads/2012/01/ae17_Rosalind_Krauss.pdf. Acesso em: 8 out. 2020.

LIPOVETSKY, G.; SERROY, J. A estetização do mundo: viver na era do capitalismo artista. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

MAUSS, M. Sociología y antropología. Madrid: Tecnos. 1979.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

OVERING, J. A Estética da Produção: o Senso da Comunidade entre os Cubeo e os Piaroa. Revista de Antropologia, v. 34, p. 7-33, 1991.

SCIALOM, M. Dramaturgia na dança: A Práxis de Rudolf Laban como Base para o Trabalho Dramatúrgico em Dança. Cadernos GIPE-CIT, v. 16, p. 145–166, 2016.

TRINDADE, A. L.; VALLE, F. P. A escrita da dança: um histórico da notação do movimento. Movimento Revista de Educação Física da UFRGS, Porto Alegre, v. 13, n. 3, p. 201-223, set. 2007. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/Movimento/article/view/3579. Acesso em: 18 out. 2020. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.3579.

TUAN, Yu-Fu. Space and place: the perspective of experience. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2003.

WENDERS, Wim. Días de Cine: “Pina”. Entrevista concedida à RTVE. RTVE-A La Carta, Madri, 30 sep. 2011. Disponível em: https://www.rtve.es/alacarta/videos/dias-de-cine/dias-cine-pina/1210956/. Acesso em: 10 out. 2020.

WENDERS, Wim. Dance, dance, otherwise we are lost. In: JIMÉNEZ, Javier; FELIÚ. Circo Méliès, [S. l.], 2012. Disponível em: http://www.circomelies.com/2012/10/dance-dance-otherwise-we-are-lost.html. Acesso em: 12 out. 2020.

Downloads

Publicado

30-12-2020

Como Citar

SANTOS, M. C.; BARROS DA PAIXÃO, M. de L. . Entrelaçamentos entre filme-vídeo-documentário-dança-teatro: : um diálogo entre a obra de Pina Bausch e a de Wim Wenders. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 23, 2020. DOI: 10.5216/ci.v23.66248. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/ci/article/view/66248. Acesso em: 26 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê Cinema, Mídia e Tecnologia – narrativas e linguagens nas paisagens