Screenlife e a audiovisualização do software

uma análise do filme amizade desfeita

Autores

  • Alex Damasceno Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém, PA, Brasil, alexd@ufpa.br

DOI:

https://doi.org/10.5216/ci.v23.66245

Palavras-chave:

Audiovisualização do software, Screenlife, Amizade Desfeita

Resumo

Investiga o formato screenlife a partir do problema da audiovisualização do software, uma tendência programada por um jogo metalinguístico entre audiovisual e software e pelos papéis centrais que ambos desempenham na cultura contemporânea. Primeiramente, busco compreender o screenlife como uma poética resultante do encontro das práticas transculturais do software com as convenções audiovisuais de mise-en-scène, decupagem e narrativa. Em segundo lugar, analiso o caso de Amizade Desfeita, na descrição de como os diferentes softwares foram audiovisualizados e na discussão das funções específicas que eles cumprem no filme.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alex Damasceno, Universidade Federal do Pará (UFPA), Belém, PA, Brasil, alexd@ufpa.br

Doutor em Comunicação e Informação pela UFRGS. Professor adjunto e Coordenador do Curso de Cinema e Audiovisual da UFPA, Belém, PA, Brasil.

Downloads

Publicado

30-12-2020

Como Citar

DAMASCENO, A. Screenlife e a audiovisualização do software: uma análise do filme amizade desfeita. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 23, 2020. DOI: 10.5216/ci.v23.66245. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/ci/article/view/66245. Acesso em: 26 out. 2021.

Edição

Seção

Dossiê Cinema, Mídia e Tecnologia – narrativas e linguagens nas paisagens