Das apresentações públicas às redes sociais:

apontamentos sobre divulgação científica na mídia brasileira

  • Marina Muniz Mendes
  • João de Melo Maricato Universidade de Brasília
Palavras-chave: Comunicação. Comunicação Científica. Popularização Científica. Redes Sociais.

Resumo

Apresenta como temática central as mídias inseridas no contexto da divulgação científica. Elabora-se um painel atual, no cenário brasileiro, de programas televisivos, radiofônicos, editorias de jornais, revistas, seções de sites e possibilidade digitais emergentes na difusão de informações científicas. Objetiva-se discutir os tipos de mídias consolidados e emergentes que se ocupam da divulgação científica, realçando a mudança do paradigma informativo para o dialógico proporcionado pelas mídias on-line. Investigam-se veículos e produtos que apresentam ciência, tecnologia e inovação à população em geral. Problematiza as redes sociais na produção, emissão e socialização de informações científicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marina Muniz Mendes
Mestra em Comunicação, pela Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal de Goiás. Especialista em Assessoria de Comunicação e Marketing (UFG) e Artes Visuais (Senac Goiás). Graduada em Jornalismo (UFG).
João de Melo Maricato, Universidade de Brasília

Pós-doutor pela Universidade de Brasília. Doutor em Ciência da Informação pela Universidade de
São Paulo. Professor na Faculdade de Ciência da Informação e do Programa de Pós-Graduação em
Ciência da Informação, ambos da UnB.

Referências

ALBAGLI, Sarita. Divulgação científica: informação científica para cidadania. Ciência da informação, v. 25, n. 3, 1996.

BUENO, Wilson. Jornalismo científico no Brasil: os compromissos de uma prática dependente. 1984. 364 f. Tese (Doutorado em Ciências da Comunicação) – Escola de Comunicação e Artes, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1984.

BUENO, Wilson. Jornalismo Científico: conceito e funções. Ciência e Cultura (SBPC), São Paulo, v. 37, n. 09, p. 1240 – 1247, 1985.

DELGADO LÓPEZ?CÓZAR, Emilio; ROBINSON?GARCÍA, Nicolás; TORRES?SALINAS, Daniel. The Google Scholar experiment: How to index false papers and manipulate bibliometric indicators. Journal of the Association for Information Science and Technology, v. 65, n. 3, p. 446-454, 2014.

DUARTE, Jorge; BARROS, Antônio Teixeira de (Ed.). Comunicação para a ciência, ciência para

comunicação. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2003.

FERRARI, Pollyana. Jornalismo digital. São Paulo: Contexto, 2010.

GERMANO, Marcelo; KULESZA, Wojciech. Popularização da ciência: uma revisão conceitual.Caderno Brasileiro de Ensino de Física, v. 24, n. 1, p 7-25, abr. 2007.

GIBBONS, M. et al. La nueva producción del conocimiento: la dinámica de la ciencia y la investigación en las sociedades contemporáneas. Barcelona: Ediciones Pomares-Corredor, 1997.

LEMOS, André. In: CITELLI, Adilson et. al. (Orgs.). Dicionário de comunicação: escolas, teorias e autores. São Paulo: Contexto, 2014.

MERTON, Robert. Ensaios de sociologia da ciência. São Paulo: Editora 34, 2013.

MIELNICZUK, Luciana. Sistematizando alguns conhecimentos sobre jornalismo na web. In: MACHADO, Elias; PALACIOS, Marcos (Orgs.). Modelos de jornalismo digital. Salvador: Calandra, 2003.

MONTEIRO, Maria Graça. Compartilhamento de saberes retoma essência da comunicação. Jornal UFG, Goiânia, ano X, nº 76, p. 3, mar. 2016.

PORTO, Cristiane (Org.). Difusão e cultura científica: alguns recortes. Salvador: EDUUFBA, 2009.

RECUERO, Raquel. Redes sociais. In: CITELLI, Adilson et. al. (Orgs.). Dicionário de comunicação: escolas, teorias e autores. São Paulo: Contexto, 2014.

ROTHBERG, Danilo. Mito, teorias da notícia e jornalismo sobre ciência. Comunicação e Espaço Público (UnB), v. 5, n. 2, p. 71-84, 2005.

Publicado
03-04-2020
Como Citar
Mendes, M. M., & Maricato, J. de M. (2020). Das apresentações públicas às redes sociais: : apontamentos sobre divulgação científica na mídia brasileira. Comunicação & Informação, 23. https://doi.org/10.5216/ci.v23i.49959
Seção
Artigos