Close de Garota: A Representação da Mulher Transexual em Campanhas de Beleza

  • Renata Barreto Malta Universidade Federal de Sergipe
  • Ruhan Victor Oliveira dos Santos Universidade Federal de Sergipe
  • Ana Alinny Cruz Reis Universidade Federal de Sergipe
Palavras-chave: Identidade. Representação. Transexualidade. Publicidade

Resumo

As relações entre publicidade, gênero e representação frequentemente convergem em um cenário de debates e contestações. A crítica a um modelo de produção publicitário que reforça os padrões hegemônicos de raça e dos binarismos compulsórios entre sexo e gênero tem sido contraposta a um movimento tímido e ainda recente por novos modelos de representação. Por meio do arcabouço teórico dos Estudos Culturais, esse artigo analisa a representação da mulher transexual em vídeos publicitários das marcas Redken, Clean &Clear, MAC, Avon e L’oréal entre janeiro de 2015 a maio de 2016. Utilizando abordagem teórico-metodológica proposta por Bordwell (2008), buscamos compreender em qual contexto a mulher transexual é posicionada e quais significados podem ser percebidos na construção de uma narrativa ideológica sobre a experiência transexual. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Barreto Malta, Universidade Federal de Sergipe
Doutora em Comunicação Social. Professora efetiva do Departamento de Comunicação Social da UFS (Universidade Federal do Sergipe). Professora Permanente do Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em Comunicação Social (PPGCOM) da Universidade Federal de Sergipe vinculada à linha de pesquisa 1 - Produtos, Processos e Discursos Midiáticos. Coordenadora no Brasil do grupo de pesquisa CHISGAP (Critical, Historical and international Studies on Gender and Press)
Ruhan Victor Oliveira dos Santos, Universidade Federal de Sergipe
Mestrando em Comunicação Social pelo PPGCOM - Universidade Federal de Sergipe
Ana Alinny Cruz Reis, Universidade Federal de Sergipe
Mestranda em Comunicação Social pelo PPGCOM - Universidade Federal de Sergipe

Referências

BEAUVOIR, S. O Segundo Sexo 1. Fatos e mitos. São Paulo: Divisão Europeia do Livro, 1970.

BENTO, B. A reinvenção do corpo: sexualidade e gênero na experiência transexual. Rio de Janeiro: Garamond, 2006.

______. Da transexualidade oficial às transexualidades. In: CARRARA, S.; GREGORI, M. F.; PISCITELLI, A. (Org). Sexualidade e saberes: convenções e fronteiras. Rio de Janeiro: Garamond, 2004.

BORDWELL, D.; THOMPSON, K. Film Art: an introduction. New York: McGraw-Hill, 2008.

BOURDIEU, P. A Dominação Masculina. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1999.

BUTLER, Judith P. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999.

HALL, S.; SOVIK, L. (Org.). Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003.

LIPOVETSKY, G. O Império do Efêmero: a moda e seu destino nas sociedades modernas. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

MORAES, D. Ativismo em rede: comunicação virtual e contrahegemonia. In: A batalha da mídia: governos progressistas e políticas de comunicação na América Latina e outros ensaios. Rio de Janeiro: Pão e Rosas, 2009.

______ (Org.). Mutações do visível: da comunicação de massa à comunicação em rede. Rio de Janeiro: Pão e Rosas, 2010.

SILVA T. T. A Produção Social da Identidade e da Diferença. In: SILVA, T. T. (org.). Identidade e Diferença: A perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis: Editora Vozes, 2007.

WILLIAMS, Raymond. Marxismo e Literatura. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.

WOODWARD, K. Identidade e Diferença: Uma Introdução Teórica e Conceitual. In: SILVA, T. T. (org.). Identidade e Diferença: A perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis: Editora Vozes, 2007.

Publicado
30-06-2017
Como Citar
Barreto Malta, R., Oliveira dos Santos, R. V., & Cruz Reis, A. A. (2017). Close de Garota: A Representação da Mulher Transexual em Campanhas de Beleza. Comunicação & Informação, 20(1), 73-91. https://doi.org/10.5216/ci.v20i1.45024
Seção
Artigos