Reflexões sobre a verdade a partir do prefacio de Origem do Drama Barroco Alemão de Walter Benjamin

Autores

  • Janinne Barcelos de Morais Silva Universidade Federal de Goiás
  • Suely Henrique de Aquino Gomes Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/ci.v19i2.38026

Palavras-chave:

Ciência. Saber. Verdade. Drama Barroco. Benjamin.

Resumo

Discute o método científico e sua relação com a totalidade absoluta, a partir das “Questões Introdutórias de Crítica do Conhecimento”, levantadas no prefácio da obra “Origem do Drama Barroco Alemão”, de Walter Benjamin. Pensador da modernidade, o filósofo alemão apresenta importantes ponderações sobre a necessidade de resgatar a contemplação das ideias, como forma legitima de aproximar o homem da essência do Ser. Através de análise de seu conteúdo, sem a pretensão de esgotar o assunto, apresentamos o conceito de “Verdade” defendido por Benjamin, em contraponto com a postura metódica, mensurável e determinista da ciência, a fim de estimular reflexões que aclarem sobre os problemas e limitações do método.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Janinne Barcelos de Morais Silva, Universidade Federal de Goiás

Mestre em Comunicação, Cultura e Cidadania, pela Universidade Federal de Goiás (UFG) e Bacharel em Comunicação Social - Jornalismo, pela Universidade Federal do Tocantins (UFT). Pesquisadora do Grupo Lumus - Pesquisas em Comunicação Científica, atuando, principalmente, nos seguintes temas: comunicação científica; divulgação científica; jornalismo e fotografia.

Suely Henrique de Aquino Gomes, Universidade Federal de Goiás

Doutora em Ciências da Informação, pela Universidade de Brasília. Mestre em Automação de Biblioteca, pela University College London e graduada em Biblioteconomia pela, Universidade de Brasília.

Referências

BARRENTO, J. João Barrento e as novas leituras de Walter Benjamin. 2011. Disponível em: < http://oglobo.globo.com/blogs/prosa/posts/2011/12/31/joao-barrento-as-novas-leituras-de-walter-benjamin-423875.asp> Acesso em: 12 mai. 2015. Entrevista concedida a Guilherme Freitas.

BENJAMIN, W. On Language as Such and the Language of Man. In: BULLOCK, M.; JENNINGS, M. W. Walter Benjamin: selected writings. v. 1, 1913-1926. Cambridge: The Belknap Press of Harward University Press, 1996.

______, W. Origem do Drama Barroco Alemão. Trad. br. Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1984. ______, W. Rua de Mão Única. Trad. br. Rubens Rodrigues Torres Filho e José Carlos Martins Barbosa. São Paulo: Ed. Brasiliense, 1987.

BERLO, D. K. O processo da comunicação: introdução à teoria e à prática. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

BRETAS, A. Imagens do Pensamento em Walter Benjamin. 2009. Disponível em: <http://www.raf.ifac.ufop.br/pdf/artefilosofia_06/artefilosofia_06_01_dossie_walter_benjamin_07_alexia_bretas.pdf> Acesso em: 23 mar. 2015.

COMTE, A. Curso de Filosofia Positiva. São Paulo: Abril Cultural, 1979.

DESCARTES, R. Discurso do método. Trad. br. João Cruz Costa. São Paulo: Ed de Ouro, 1970.

GAGNEBIN, J. Do conceito de Darstellung em Walter Benjamin ou verdade e beleza. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-512X2005000200004&script=sci_arttext> Acesso em: 07 jan. 2015.

HALL, S.. A identidade cultural da pos-modernidade. São Paulo: Ed DP&A, 2006.

KUNH, T. S. A Estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, 2006.

MEDEIROS, M. G. Verdade e Saber: Gnoseologia e Ética no Prefácio de Origem do Drama Barroco Alemão de Walter Benjamin. Disponível em: <http://www.uece.br/cmaf/dmdocuments/2010_verdade_e_saber_gnoseologia_e_etica.pdf> Acesso em: 15 jan. 2015.

OTTE, G.; VOLPE, M. L. Um olhar constelar sobre o pensamento de Walter Benjamin. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/fragmentos/article/viewFile/6415/5984> Acesso em: 20 abr. 2015.

PERIUS, O. A filosofia da linguagem em Walter Benjamin. 2011. Disponível em: <http://ebooks.pucrs.br/edipucrs/anais/semanadefilosofia/edicao7/Oneide_Perius.pdf> Acesso em: 29 abr. 2015.

POPPER, K. R. A lógica da pesquisa científica. Trad. br. Leonidas Hegenberg e Octanny Silveira da Mota. São Paulo: Cultrix, 1974.

ROUANET, S. P. Apresentação. In: BENJAMIN, W. Origem do Drama Barroco Alemão. Trad. br. Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1984.

Downloads

Publicado

31-12-2016

Como Citar

BARCELOS DE MORAIS SILVA, J.; HENRIQUE DE AQUINO GOMES, S. Reflexões sobre a verdade a partir do prefacio de Origem do Drama Barroco Alemão de Walter Benjamin. Comunicação &amp; Informação, Goiânia, Goiás, v. 19, n. 2, 2016. DOI: 10.5216/ci.v19i2.38026. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/ci/article/view/38026. Acesso em: 5 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos