Comunicação Comunitária na igreja: um debate por dentro da catequese

Autores

  • Otávio Cezarini Ávila PPGCOM/UFPR
  • Luzia M. Yamashita Deliberador Brasil

DOI:

https://doi.org/10.5216/ci.v19i2.36854

Palavras-chave:

Comunicação. Comunidade. Catequese.

Resumo

O artigo é fruto de uma pesquisa realizada no trabalho catequético de uma paróquia na cidade de Londrina/PR, que contém em sua metodologia a observação das “aulas”, entrevistas com catequistas e um grupo focal com catequizandos do último período catequético. A construção teórica está baseada na comunicação comunitária e suas influências através dos estudos latino-americanos em comunicação, ressaltando, contudo, valores de pertencimento, cidadania e engajamento social. A pesquisa busca responder se a catequese prepara o adolescente para ser cidadão na sociedade contemporânea a partir da experiência vivenciada e busca trazer algumas pistas para a formulação de uma catequese comunicativa e comunitária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Otávio Cezarini Ávila, PPGCOM/UFPR

Mestrando em Comunicação pela UFPR, especialista em Comunicação Comunitária e graduado em Relações Públicas, ambas na UEL. E-mail: ota_cez@hotmail.com.

Luzia M. Yamashita Deliberador, Brasil

Doutora e mestre em Ciências da Comunicação pela USP, professora titular das Faculdades Maringá, coordenadora do curso de especialização da Faculdade Cidade Verde e professora colaboradora da especialização em Comunicação Popular e Comunitária da UEL. E-mail: adeli@sercomtel.com.br.

Referências

BACCEGA, M. Aparecida. Comunicação/Educação: um campo em acção. Actas do III SOPCOM, V LUSOCOM e II IBÉRICO – Vol. 4, 2005.

BERKIN, S. Corona. De los medios a los sujetos. Una trayectoria para abordar la comunicación desde los actores. In OROZCO, Guillermo. Lo Viejo y lo Nuevo. Ediciones de la Torre: Madrid, 2000.

GADOTTI, Moacir. Perspectivas atuais da educação. São Paulo em Perspectiva, v.14, nº2. São Paulo: Fundação SEADE, Abril/Junho 2000.

GOMES, Pedro Gilberto. Contribuições do cristianismo para as ideias comunicacionais da América Latina. In GOBBI; KUNSCH; MELO. Marxismo e Cristianismo. São Bernardo do Campo: UMESP: Cátedra Unesco de Comunicação para o Desenvolvimento Regional, 2002.

GUARESCHI, Pedro; BIZ, Osvaldo. Mídia, Educação e Cidadania: tudo o que você deve saber sobre mídia. Petrópolis: Vozes, 2005.

FREIRE, Paulo. Extensão ou Comunicação? 10ª edição. Paz e Terra: Rio de Janeiro, 1977.

_____________. Os cristãos e a libertação dos oprimidos. Lisboa: Edições Base, 1978.

_____________. Pedagogia da Autonomia. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

JOÃO PAULO II. Catequese Hoje. Exortação Apostólica “Catechesi Tradendae de João Paulo II”. São Paulo: Edições Paulinas, 1980.

MEDITISCH, Eduardo. A filosofia marxista-cristã de Paulo Freire no estudo da mídia. In GOBBI; KUNSCH; MELO. Marxismo e Cristianismo. São Bernardo do Campo: UMESP: Cátedra Unesco de Comunicação para o Desenvolvimento Regional, 2002.

MELO, J. Marques de. Para uma leitura crítica da comunicação. São Paulo: Paulinas, 1985.

MIANI, Rozinaldo. Comunicação comunitária: uma alternativa política ao monopólio midiático. 1º Encontro da Ulepicc Brasil. Niterói, 2006.

PAIVA, Raquel. Estratégias de comunicação e comunidade gerativa. In PERUZZO, Cicilia (org). Vozes cidadãs: aspectos teóricos e análises de experiências de comunicação popular e sindical da América Latina. São Paulo: Angellara Editora, 2004.

____________. Para reinterpretar a comunicação comunitária. In PAIVA, R. O retorno da comunidade. Rio de Janeiro: Mauad X, 2007.

SCHMIDT, Maria Luisa Sandoval. Pesquisa participante: alteridade e comunidades interpretativas. Psicologia USP, v. 17, n. 2, p. 11-41, 2006.

SOARES, Ismar. Do Santo Ofício à Libertação. São Paulo: Paulinas, 1988.

_____________. Sociedade da informação ou da comunicação? São Paulo: Cidade Nova Editora, 1996.

Downloads

Publicado

31-12-2016

Como Citar

ÁVILA, O. C.; DELIBERADOR, L. M. Y. Comunicação Comunitária na igreja: um debate por dentro da catequese. Comunicação & Informação, Goiânia, Goiás, v. 19, n. 2, 2016. DOI: 10.5216/ci.v19i2.36854. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/ci/article/view/36854. Acesso em: 5 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos