Os reality shows e a quebra dos marcadores espaço-temporais na comunicação social

  • Simone Antoniaci Tuzzo Universidade Federal de Goiás
  • Ronaldo Nunes Linhares Universidade de Tiradentes - Sergipe
Palavras-chave: Televisão, Reality shows, Comportamento, Mundialização, Marcadores espaço-temporais

Resumo

O fascínio pelos Reality Shows e os marcadores espaço-temporais que definem a distância entre o real e o espetáculo são temas importantes neste artigo. A reflexão sobre o crescimento do número de programas de televisão nesse formato e a consequente inclusão de anônimos em aventuras televisivas, transformando-os em modelos de comportamentos e de consumo para a sociedade além de desconstituir marcadores positivos na relação comunicativa entre a realidade e a imaginação. Assim como a curiosidade é o ponto-chave do sucesso desse formato televisivo em que o texto e o roteiro são uma trama construída a cada dia, editada por um grupo televisivo que busca a audiência numa sociedade mundializada, onde tudo e todos são e não são, este tipo de programa cria um novo espaço de participação pública a partir da exploração das intimidades, atenuando a linha divisória entre o real e o imaginário e tornando a imaginação um importante elemento no processo de mercantilização e espetacularização da comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
11-08-2010
Como Citar
Tuzzo, S., & Linhares, R. (2010). Os reality shows e a quebra dos marcadores espaço-temporais na comunicação social. Comunicação & Informação, 12(1), 66-77. https://doi.org/10.5216/c&i.v12i1.10870
Seção
Artigos