Gestão das águas na Suíça: descentralização, pragmatismo e fragmentação

Water management in Switzerland: decentralization, pragmatism, and fragmentation

Autores

  • Graziele Muniz Miranda Unesp

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v41.62753

Resumo

Nas últimas décadas, o conceito normativo de gestão integrada de recursos hídricos (GIRH) passa a ser difundido por instituições internacionais. Assim, governos mundiais adaptam seu quadro legal e institucional para incorporar tal conceito de modo sistemático. No entanto, a Suíça revela uma forma singular de compreender tal conceito, seguindo as características próprias do federalismo existente no país. Este artigo indica como e por quais motivos o modelo de gestão de águas do país não segue o modelo internacional de GIRH e quais são as principais vantagens e desafios para a gestão de recursos hídricos em um país federal tão descentralizado como a Suíça.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-03-05 — Atualizado em 2021-05-21

Versões

Como Citar

MIRANDA, G. M. Gestão das águas na Suíça: descentralização, pragmatismo e fragmentação: Water management in Switzerland: decentralization, pragmatism, and fragmentation. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 41, n. 1, 2021. DOI: 10.5216/bgg.v41.62753. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/bgg/article/view/62753. Acesso em: 27 maio. 2022.