A VISITAÇÃO TURÍSTICA NO PARQUE NACIONAL DO IGUAÇU

THE TOURIST VISITATION IN THE IGUAÇU NATIONAL PARK

Autores

  • Fernanda Lodi Trevisan Unicamp

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v40i01.62736

Resumo

Este artigo propõe discutir a trajetória da visitação turística no Parque Nacional do Iguaçu, um dos parques mais célebres e visitados no Brasil. A visitação turística nunca deixou de ser um dos objetivos do Parque ao longo de seus quase 80 anos, contudo, essa atividade sofreu considerável transformação, com reflexos significativos em sua organização territorial. A consolidação do movimento ambientalista e o desenvolvimento de instrumentos de gestão de áreas naturais protegidas podem ser apontados como causas dessas transformações. Da mesma forma, a valorização do turismo de natureza e a visão do Parque como uma oportunidade de negócio também podem ser apontados como causas. A partir da ideia de evento, foram identificadas rupturas e continuidades nessa trajetória, o que permitiu a este estudo propor compreender a visitação turística do Parque por meio de três grandes fases: a visitação recreativa, a visitação recreativa monitorada e a visitação comercial, que se estende até os dias de hoje. Espera-se contribuir para um maior conhecimento do Parque do Iguaçu e, sobretudo, fomentar as discussões sobre o turismo em áreas naturais, em especial, nos parques nacionais. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

04-08-2020

Como Citar

Trevisan, F. L. (2020). A VISITAÇÃO TURÍSTICA NO PARQUE NACIONAL DO IGUAÇU: THE TOURIST VISITATION IN THE IGUAÇU NATIONAL PARK. Boletim Goiano De Geografia, 40(01), 1–24. https://doi.org/10.5216/bgg.v40i01.62736