ANÁLISE DOS REGISTROS DOS CRIMES DE FURTO E ROUBO CONTRA PROPRIEDADES RURAIS EM GOIÁS NOS ANOS DE 2017 E 2018

Autores

  • Carlos Antonio Ferreira de Oliveira UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
  • Gabriel da Silva Medina Universidade Federal de Goiás https://orcid.org/
  • Lana Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v41.62579

Resumo

Neste estudo são analisados os registros de furtos e roubos contra propriedades rurais nos municípios goianos nos anos de 2017 e 2018. Foram utilizados dados do sistema de Registros de Atendimento Integrado (RAI) da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás. O estudo está dividido em: 1. Análise dos registros de furtos e roubos em todo o estado, 2. Levantamento dos bens subtraídos, 3. Concentração em mesorregiões e microrregiões, 4. Comparação entre os mapas desses crimes com os mapas das produções agropecuárias e, 5. Análise das correlações dos registros de furtos e roubos com indicadores socioeconômicos. Os resultados revelam que: 1. O furto representa em torno de 90% dos eventos criminais contra as propriedades rurais e o roubo 10%. 2. Os principais bens furtados são semoventes, eletrodomésticos, equipamentos, ferramentas e utensílios domésticos, enquanto os bens roubados em sua maioria são armas de fogo, valores em espécie e veículos, 3. As mesorregiões sul, centro e leste goiano concentram a maior quantidade de furtos e roubos; 4. Os mapas criminais coincidem em grande parte com as áreas de maior concentração da produção agrícola; 5. Os registros de crimes possuem correlação estatística significativa positiva e forte com maior concentração de estabelecimentos. As mesorregiões com maior desenvolvimento apresentam índices maiores de furtos e roubos contra propriedades demandando ações direcionadas ao rural por parte do estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-11-17

Como Citar

OLIVEIRA, C. A. F. de; DA SILVA MEDINA, G.; MARA SILVA TEIXEIRA , L. ANÁLISE DOS REGISTROS DOS CRIMES DE FURTO E ROUBO CONTRA PROPRIEDADES RURAIS EM GOIÁS NOS ANOS DE 2017 E 2018. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 41, n. 1, 2021. DOI: 10.5216/bgg.v41.62579. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/bgg/article/view/62579. Acesso em: 28 maio. 2022.