TERRITÓRIOS VIOLADOS, RESISTÊNCIAS E MASSACRES DE POVOS E POBRES NA HISTÓRIA DO BRASIL – MAS A LUTA CONTINUA...

  • Cláudio Jorge Moura de Castilho UFPE

Resumo

Analisa-se a violação de territórios no processo de expansão no tempo-espaço do capitalismo perverso que visa ao atendimento, preponderante, dos seus interesses econômicos. A metodologia através da qual se realizou esta reflexão fundamentou-se no método de abordagem do materialismo histórico e dialético, com o suporte de métodos de procedimentos relativos a uma análise livre do conteúdo de parte da bibliografia acerca da problemática ora realizada e do destaque de palavras ditas por sujeitos que pronunciam o seu mundo, através da sua prática existencial, para entendê-lo melhor no sentido de mudá-lo. O principal resultado ao qual se chegou refere-se à explicitação do fato de que, não obstante os fortes imperativos da racionalidade técnico-instrumental do capitalismo que viola os territórios que lhes interessa, nunca deixa de haver reações das classes dominadas a tais ações.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
07-05-2020
Como Citar
Moura de Castilho, C. J. (2020). TERRITÓRIOS VIOLADOS, RESISTÊNCIAS E MASSACRES DE POVOS E POBRES NA HISTÓRIA DO BRASIL – MAS A LUTA CONTINUA. Boletim Goiano De Geografia, 40(01), 1-25. https://doi.org/10.5216/bgg.v40i01.60739