SIMILIARIDADE AMBIENTAL DAS PROPOSTAS DE ZONEAMENTOS ECOLÓGICO-ECONÔMICOS EM BACIAS HIDROGRÁFICAS NO BRASIL

ENVIROMENTAL SIMILARITY OF ECOLOGIC-ECONOMIC ZONING PROPOSALS IN RIVER BASINS IN BRAZIL

Autores

  • Elfany Reis do Nascimento Lopes Universidade Federal do Sul da Bahia (UFBS), Itabuna, Bahia, Brasil, elfany@ufsb.edu.br
  • José Luiz Albuquerque Filho Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), Butantã, São Paulo, Brasil, albuze@ipt.br http://orcid.org/0000-0002-7760-9514
  • Roberto Wagner Lourenço Universidade Estadual Paulista (UNESP), Sorocaba, São Paulo, Brasil, roberto@unesp.br https://orcid.org/0000-0002-5234-8944

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v40.59051

Resumo

O Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) é um instrumento reconhecido no Brasil pela Política Nacional de Meio Ambiente e pelo Decreto n. 4297/2002, o qual dispõe de critérios para o ordenamento territorial considerando as influências físicas, bióticas e socioeconômicas. O uso de bacias hidrográficas como unidades para aplicação do zoneamento ainda pode ser considerado incipiente, apesar do seu reconhecimento como unidade básica de planejamento dos recursos hídricos. Foram levantados os estudos científicos que desenvolveram propostas de zoneamento em bacias hidrográficas, por onde foram caracterizados quanto ao tipo de produção, parâmetros utilizados, programas de processamento de dados utilizados, metodologias de integração de dados e zonas de manejo estabelecidas. O grau de dissimilaridade foi avaliado por análise multivariada de agrupamento hierárquico, por meio do método de análise de clusters. Verificou-se 22 estudos nestas áreas entre 1996 e 2017, com maior predominância na região sudeste, elevada consideração de aspectos físicos e baixa importância para aspectos bióticos e socioeconômicos. As propostas de ZEE apresentou desenvolvimento considerável na inclusão de parâmetros, técnicas e métodos de integração, revelando que o zoneamento é um instrumento estratégico do planejamento e da gestão ambiental que auxilia a conservação dos recursos hídricos e deve ser realizado na perspectiva ecológica-econômica do território.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elfany Reis do Nascimento Lopes, Universidade Federal do Sul da Bahia (UFBS), Itabuna, Bahia, Brasil, elfany@ufsb.edu.br

Biólogo, Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente e Doutor em Ciências Ambientais. Professor Adjunto da Universidade Federal do Sul da Bahia no Centro de Formação em Ciências Ambientais, em Porto Seguro, Bahia.

José Luiz Albuquerque Filho, Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), Butantã, São Paulo, Brasil, albuze@ipt.br

Geólogo e Doutor em Geociências e Meio Ambiente. Hidrogeólogo do Laboratório de Recursos Hídricos e Avaliação Geoambiental do Centro de Tecnologias Geoambientais no Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo.

Roberto Wagner Lourenço, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Sorocaba, São Paulo, Brasil, roberto@unesp.br

Geógrafo, Mestre e Doutor em Geociências e Meio Ambiente. Coordenador do Laboratório de Geoprocessamento e Modelagem Matemática Ambiental e Professor da Universidade Estadual Paulista no Instituto de Ciência e Tecnologia, em Sorocaba, São Paulo.

Publicado

15-01-2021

Como Citar

Lopes, E. R. do N., Albuquerque Filho, J. L., & Lourenço, R. W. (2021). SIMILIARIDADE AMBIENTAL DAS PROPOSTAS DE ZONEAMENTOS ECOLÓGICO-ECONÔMICOS EM BACIAS HIDROGRÁFICAS NO BRASIL: ENVIROMENTAL SIMILARITY OF ECOLOGIC-ECONOMIC ZONING PROPOSALS IN RIVER BASINS IN BRAZIL. Boletim Goiano De Geografia, 40(01), 1–26. https://doi.org/10.5216/bgg.v40.59051