A identidade com o lugar: algumas reflexões sobre o assentamento Cuyabá – Canindé do São Francisco/SE - DOI 10.5216/ag.v3i2.7327

  • Júnia Marise Matos de Sousa UFS
  • Celso Donizete Locatel UFRN

Resumo

Este artigo tem por objetivo refletir sobre a identidade das famílias com o lugar assentamento Cuyabá. Para tanto, buscou-se identificar alguns elementos relevantes como a existência de laços de parentesco no assentamento, a percepção sobre a presença de familiares e o interesse em permanecer no assentamento, bem como os motivos que contribuem para esta identidade com o lugar e que possam explicar o desejo de permanecerem no mesmo. Para atingir tais objetivos, foi realizada uma pesquisa de campo no período de agosto a novembro de 2007, com aplicação de questionários a 48 famílias que vivem no assentamento Cuyabá, buscando-se contemplar, dentre outras questões de pesquisa, aquelas referentes à discussão deste artigo. Os resultados analisados revelam que as famílias assentadas no Cuyabá, em sua maioria, possuem laços de parentesco entre si e desejam permanecer no assentamento, lugar com o qual construíram a sua identidade. Apesar da existência de parentes no assentamento e da importância destes na percepção das famílias, a identidade maior com o PA se afirma pela conquista da terra e da possibilidade de produzir no que é “seu”, que se materializa no gostar de morar e no desejo de continuar morando no PA. Palavras-Chave: Assentamentos, laços de parentesco, identidade, lugar.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
10-09-2009
Como Citar
Sousa, J., & Locatel, C. (2009). A identidade com o lugar: algumas reflexões sobre o assentamento Cuyabá – Canindé do São Francisco/SE - DOI 10.5216/ag.v3i2.7327. Ateliê Geográfico, 3(2), 19-37. https://doi.org/10.5216/ag.v3i2.7327
Seção
Artigos