Região Imediata de Dianópolis - Tocantins: interpretando suas atividades produtivas

  • Roberta Mara de Oliveifra Vergara Universidade Federal do Tocantins
  • Samuel Ferreira da Fonseca Universidade Federal do Tocantins https://orcid.org/0000-0003-0327-646X
  • Nilton Marques de Oliveira Universidade Federal do Tocantins

Resumo

O objetivo deste artigo foi analisar o desenvolvimento da Região Imediata de Dianópolis (RID), sudeste do Tocantins. Adotou-se o Quociente Locacional (QL) em relação ao pessoal ocupado em empregos formais nos oito setores econômicos, destacando a agricultura. Para cálculo do QL das atividades produtivas, coletou-se dados secundários na base de dados do Ministério do Trabalho e Emprego, entre 2006 e 2016. E, analisou-se a dinâmica do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), relacionando os valores deste com o QL. Observou-se que somente os municípios de Almas, Aurora do Tocantins e Novo Alegre possuíam QL significativo para agropecuária, extração vegetal, caça e pesca, em 2006. Por outro lado, 10 (71,4%) dos 14 municípios, possuíam QL significativo para Administração Pública em 2006, alterando para 11 (78,6%) em 2016. O desempenho locacional indica o avanço das atividades agropecuárias em 50% dos municípios da RID em 2016. O alto valor de QL para o referido setor em 2016 reflete os impactos positivos do projeto de irrigação Manoel Alves, inaugurado em 2008.

Palavras-chave: Desenvolvimento Regional, Região imediata de Dianópolis, Quociente locacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberta Mara de Oliveifra Vergara, Universidade Federal do Tocantins

Doutoranda em Desenvolvimento Regional pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), Câmpus Palmas. Mestre em Engenharia e Meio Ambiente pela Universidade Federal de Goiás. Graduada em Geoprocessamento pelo Instituto Federal do Goiás. Professora do curso de Engenharia Civil na Universidade Federal do Tocantins. Quadra 109 Norte. Avenida NS 15 - Predio da Engenharia Civil, Laboratório de Modelagem Numérica. Plano Diretor Norte. CEP: 77001090 - Palmas, TO - Brasil

Samuel Ferreira da Fonseca, Universidade Federal do Tocantins

Doutorando em Desenvolvimento Regional pela Universidade Federal do Tocantins - Câmpus Palmas. Mestre em Produção Vegetal pela Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri. Graduado em Geografia pela Universidade Estadual de Montes Claros. Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES. Quadra 109 Norte. Avenida NS 15 - Predio do PGDR. Plano Diretor Norte. CEP: 77001090 - Palmas, TO - Brasil

Nilton Marques de Oliveira, Universidade Federal do Tocantins

Doutor em Desenvolvimento Regional e Agronegócio pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Professor do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional da Universidade Federal do Tocantins – Câmpus Palmas. Mestre em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa. Graduado em Economia pela Universidade Estadual de Maringá. Quadra 109 Norte. Avenida NS 15 - Predio do PGDR. Plano Diretor Norte. CEP: 77001090 - Palmas, TO - Brasil

Publicado
21-04-2020
Como Citar
Vergara, R. M. de O., Fonseca, S. F. da, & Oliveira, N. M. de. (2020). Região Imediata de Dianópolis - Tocantins: interpretando suas atividades produtivas. Ateliê Geográfico, 14(1), 47-68. https://doi.org/10.5216/ag.v14i1.57702
Seção
Artigos