Feira livre: Territorialidade popular e cultura na metrópole contemporânea - DOI 10.5216/ag.v2i2.4710

Gilmar Mascarenhas, Miriam C. S. Dolzani

Resumo


A feira livre representa uma experiência peculiar de sociabilidade e de uso da rua, uma tradição urbana tornada obsoleta pela expansão do automóvel e do moderno varejo, mas que luta para persistir na paisagem urbana. Através da territorialidade popular das feiras livres, buscamos desenvolver uma reflexão ampliada acerca de algumas das tendências mais gerais da metrópole contemporânea, portadora das novas formas de acumulação e de condições de sobrevivência material, de afirmação cultural e de busca do exercício da cidadania. Palavras-chave: feiras livres, territorialidade, cultura, espaço público, modernidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5216/ag.v2i2.4710

UFG – Universidade Federal de Goiás

Instituto de Estudos Socioambientais – IESA
Campus Samambaia, Conjunto Itatiaia, Caixa Postal 131
CEP 74001-970 - Goiânia- Goiás - Brasil

Telefone: (62) 3521-1184 ramal 228 / Fax: (62) 3521-1170

 

Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.revistas.ufg.br


Indexações e bases bibliográficas

        

         

APOIO

Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal de Goiás

Portal de Periódicos Eletrônicos da Universidade Federal de Goiás

Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal de Goiás