Queensland Parks as Environmental Learning Settings: Visitors, Guiding, and Environmental Interpretation in Australia

  • Ismar Borges de Lima Universidade Estadual de Roraima

Resumo

Abstract

The main goal of this article is to conceptually discuss how important guiding and environmental interpretation is for enhancing the visitors` experiences and for conservation in national parks. Tour guides and Park rangers have played a bridging role for connecting visitors to nature; they have an important mediation role in wildlife and nature encounters. Desktop research for this study includes literature review, technical visits to parks, and interviews with key informants. This article is predominantly qualitative. It contributes to the literature at identifying the main aspects, natural and educational resources, and attractions of the Parks in Queensland, with an emphasis on the Springbrook National Park. The major educational programs in the Gold Coast region and the tools used for environmental interpretation, including the role of guides and rangers, are comprehensively discussed. The outcomes show that the Parks have served to these educational means, but environmental interpretation and education should be expanded to accommodate in large numbers the general visitors – others than the school visitors. Other major challenges are related to lack of proper fund allocations for environmental education programmes and to the workloads of rangers.

KeywordsEnvironmental interpretation; educational and recreational activities; guiding; National parks; visitor management.

 

Resumo

O principal objetivo deste artigo é discutir conceitualmente a importância da interpretação ambiental para se melhorar as experiências dos visitantes e para a conservação ambiental em parques nacionais. Nesse sentido, guias de turismo e guardas-florestais têm desempenhado um papel crucial servindo de elo entre visitantes e o meio ambiente local; eles têm um papel importante ao mediar os encontros entre os visitantes e a vida selvagem e flora. Como parte da pesquisa foi feita a revisão de literatura, visitas técnicas a parques, e entrevistas com informantes-chave. Este artigo é predominantemente qualitativo. O artigo contribui para a literatura ao identificar os principais aspectos, recursos naturais e educacionais, bem como as atrações dos parques em Queensland, com destaque para o Parque Nacional Springbrook. Os principais programas educacionais na região de Gold Coast e as ferramentas utilizadas para a interpretação ambiental, incluindo o papel dos guias e dos guardas florestais, são amplamente discutidos. Os resultados revelam que os parques têm servido para estes fins educativos, mas a interpretação e educação ambiental deve ser expandida a fim de acomodar em maior número visitantes que nao fazem parte dos grupos de escola. Além disso, outros desafios estão relacionados à falta de alocação de fundos adequados para programas de educação ambiental e à carga de trabalho dos guardas-florestais.

Palavras-chave: Interpretação ambiental; atividades educativas e recreativas; guiamento; parques nacionais; gestão de visitantes.

 

Resumen

El propósito principal de este artículo es conceptualmente discutir la importancia de la interpretación ambiental para mejorar las experiencias de los visitantes y para la conservación ambiental en parques nacionales. Así, guías de turismo y guardabosques han tenido un papel crucial que sirve de enlace entre los visitantes y el medio ambiente local; ellos tienen un papel importante para mediar los encuentros entre los visitantes, la fauna y la flora. Como parte de la investigación se llevó a cabo la revisión de la literatura, visitas técnicas a parques, y entrevistas con informantes clave. Este artículo es predominantemente cualitativo. El documento contribuye para la literatura, pues busca identificar los aspectos principales, los recursos naturales y educativos, así como las atracciones de los parques de Queensland, en especial el Parque Nacional de Springbrook. Los principales programas educativos de la región de Gold Coast y las herramientas utilizadas para la interpretación ambiental, incluyendo el papel de guías y de los guardabosques, son ampliamente debatidos. Los resultados muestran que los parques han servido para estos fines educativos, pero la interpretación y educación ambiental deben ser ampliadas para dar cabida a un mayor número de visitantes que no forman parte de los grupos escolares. Además, otros desafíos se relacionan con la falta de asignación de fondos suficientes para los programas de educación ambiental y la carga de trabajo de los guardaparques.

Palabras clave: Interpretación ambiental; actividades educativas y recreativas; guías; parques nacionales; gestión de visitantes.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ismar Borges de Lima, Universidade Estadual de Roraima

Professor-efetivo e Coordenador do Curso de Turismo da Universidade Estadual de Roraima, UERR & Coordenador-Geral do Laboratório Multidisciplinar em Planejamento Regional, Dinâmicas Territoriais e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Setentrional (MULTIAMAZON).

Doutor em Geografia Humana e Turismo pela Universidade de Waikato (Nova Zelândia). Título obtido em agosto de 2008. A tese foi intitulada, The Micro Geopolitics of Ecotourism: Competing Discourses and Collaboration in New Zealand and Brazil . Título convalidado/reconhecido pelo Instituto de Estudos Socioambientais da Universidade Federal de Goiás, Goiânia/GO, em 1º. Setembro de 2009. Mestrado em Relações Internacionais pela Universidade Internacional do Japão com investigação focada em Governança Ambiental Local e Desmatamento na Amazônia, análise das políticas públicas para a região amazônica. Possui graduação em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Federal de Goiás (1993). A formação acadêmica é interdisciplinar. TEMAS DE INTERESSE PARA PESQUISA: 1 - TURISMO: Gerenciamento e planejamento em turismo sustentável e conservação; Impactos e turismo; Turismo rural; Sociedade contemporânea e turismo; Turismo e mudança climática; Certificação ambiental em turismo; Desenvolvimento regional e o turismo ecológico de base participativa; Parcerias e turismo; Educação ambiental em turismo; Turismo proativo e restauração paisagistica-territorial. 2. GEOGRAFIA HUMANA: Temas & questões ambientais contemporâneas; Sustentabilidade, mudanças climáticas, inovação e tecnologia; Políticas públicas; Planejamento, estudos territoriais e desenvolvimento regional; e Georreferenciamento Contextualizado; Governança ambiental; Geopolítica; Amazônia e desenvolvimento sustentável; Investigação dos processos interativos, parcerias e colaboração; Educação ambiental.

Autor dos livros: The Micro Geopolitics of Ecotourism - ISBN: 978-85-912426-2-7, e do livro: Development in the Amazon Rainforest and Local Environmental Governance - ISBN: 978-85-912426-0-3 (Prelo).

Publicado
22-05-2016
Como Citar
Lima, I. (2016). Queensland Parks as Environmental Learning Settings: Visitors, Guiding, and Environmental Interpretation in Australia. Ateliê Geográfico, 10(1), 28-51. https://doi.org/10.5216/ag.v10i1.39216
Seção
Artigos